Câmara de Guará cancela recesso de julho e foca em discussões sobre saúde

Vereadores dão sequência a projetos de atenção ao Executivo sobre ações de combate a Covid-19 na cidade

O presidente da Câmara, Marcelo Coutinho reunido com o prefeito Marcus Soliva; Câmara cancela recesso (Foto: Arquivo Atos)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

A Câmara de Guaratinguetá cancelou o recesso parlamentar previsto para julho deste ano. A medida foi colocada em discussão pelo presidente da Casa, Marcelo Coutinho, o Celão (PSD) e acabou acatada por todos os parlamentares. Com votações e discussões importantes em torno da saúde pública, o entendimento dos vereadores é de que não há motivo para pausa nos debates.

De acordo com o presidente, é fundamental que os vereadores estejam à disposição do Executivo, caso haja necessidade de votações de projetos de lei, em especial, os que tratam da saúde pública e do combate ao novo coronavírus.

“Temos a possibilidade de convocação para sessões ordinárias, mas nem todos os projetos se enquadram nos pré-requisitos para uma convocação de sessão ordinária. Partindo dessas situações, sugeri que cancelássemos o recesso de julho e déssemos andamento normal as sessões dentro desse período”, explicou.

Atualmente as sessões em Guaratinguetá são realizadas às terças-feiras. As indicações, os requerimentos e projetos de leis têm sido concentrados em duas sessões no mesmo dia, para facilitar o andamento dos trabalhos e evitar concentração de pessoas nos setores da Casa.

A Câmara devolveu ao Executivo um total de R$ 200 mil, recurso não utilizado do duodécimo, enviado do Executivo e Legislativo. A última parcela devolvida foi de R$ 50 mil, repassada à Prefeitura na última quarta-feira. Segundo Celão, o recurso foi obtido após cortes em processos licitatórios não essenciais da Casa e economia geral.

Sobre o investimento que poderá ser feito pelo Executivo, o vereador explicou. “Existem duas possibilidades de investimento desse dinheiro, que é a somatória de um montante para compra de respiradores para o hospital de campanha que será inaugurado ou para compra de cabines de desinfecção que serão instaladas na cidade”.

Devido à antecipação do feriado estadual da Revolução Constitucionalista de 9 de Julho para a próxima segunda, a sessão, anteriormente prevista para terça, será realizada na próxima quinta-feira (28).

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?