Assassino da namorada é encontrado morto em cela da P1 de Potim

Suspeita é que detento cometeu suicídio quatro dias após prisão; jovem foi atacada no último dia 7 em Guará

A vítima, Cássia Silva, ao lado do então namorado que cometeu suicídio quatro dias após matar a jovem (Foto: Reprodução)

Da Redação

Guaratinguetá

Preso por matar a facadas a namorada em Guaratinguetá, um homem de 48 anos foi encontrado morto neste final de semana na Penitenciária 1 de Potim, a P1.  A principal suspeita da direção do presídio é que o detento tirou também sua própria vida.

De acordo com o boletim de ocorrência, agentes penitenciários realizavam o procedimento de contagem dos presos na manhã do último sábado (12), quando perceberam que Marco Antônio de Oliveira não se apresentou no corredor.

Ao conferir, através da fresta da porta, o interior da cela de Oliveira, um dos profissionais percebeu que seu corpo estava pendurado, pelo pescoço, num lençol amarrado na parte superior do espaço.

O resgate médico foi chamado para constatar o óbito. Acionada pela direção da P1, a Polícia Científica coletou objetos pessoais do preso para análise. A expectativa é que o laudo oficial com a causa da morte seja emitido até o fim desta semana.

Oliveira estava preso desde o último dia 8, após ser capturado pela Polícia Militar numa pousada em Cunha. Na ocasião, o homem confessou o assassinato da namorada, Cássia Mara Silva, que tinha 18 anos, morta com cerca de 15 facadas durante uma discussão no último dia 7, na casa em que moravam na rua Joaquim Fagundes, no bairro Pedreira em Guará.

Segundo o boletim de ocorrência, no dia do crime, vizinhos decidiram entrar na residência do casal, por volta das 21h30, após ouvirem gritos de socorro da jovem. No interior do imóvel, as testemunhas se depararam com a vítima caída no chão, já sem vida. Na sequência, os vizinhos flagraram Oliveira fugindo do local, através de um portão lateral, numa motocicleta.

Segundo a Polícia Civil, Cássia já havia sido vítima de agressões por parte do namorado. A jovem registrou um boletim de ocorrência contra o homem por violência doméstica em 14 de outubro.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?