Vereador Dito Soares segue desaparecido em Cunha

Parlamentar deixa carta para a família explicando motivo da decisão; Polícia Civil investiga o caso

O vereador x que segue desaparecido; (Foto: Arquivo Pessoal)
O vereador de Cunha, Dito Soares que segue desaparecido (Foto: Arquivo Pessoal)

Leandro Oliveira
Lucas Barbosa
Cunha

A Polícia Civil abriu um inquérito na tarde da última segunda-feira para investigar o desaparecimento do vereador de Cunha, Benedito César Soares, o Dito Soares (PL), de 37 anos. Preocupados, familiares e amigos do parlamentar lançaram campanhas nas redes sociais em busca de informações sobre o seu paradeiro.

De acordo com a irmã de Dito, Benedita Soares, 50 anos, ele foi visto pela última vez no fim da noite do último domingo na casa em que mora com a família, próxima à região central de Cunha.

Estranhando a demora do parlamentar para deixar seu quarto na manhã do dia seguinte, os parentes foram até o cômodo, onde encontraram uma carta deixada por Dito, em que ele comunicou que iria abandonar a cidade. “O estranho é que ele deixou tudo para trás, não levou nem carteira e o carro. Na carta ele explica que tomaria esta decisão porque não estava aceitando o término do relacionamento com sua ex-companheira, a qual ele ainda gosta muito. Estamos muito preocupados com ele”, desabafou a irmã do vereador.

No fim da manhã, os familiares registraram um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento de Dito na Delegacia de Cunha.

Já no início da tarde, irmãos e amigos do parlamentar utilizaram as redes sociais para divulgarem fotos e pedidos de ajuda.

O sumiço do vereador surpreendeu também o diretor geral da Câmara de Cunha, Leandro Santos, que revelou detalhes sobre as últimas vezes em ele foi visto na Casa. “Estamos todos abalados com esta situação, porque o Dito participou normalmente da última sessão e na semana passada esteve aqui diversas vezes, sendo o dia 4 o último. Aparentemente ele estava bem, sempre sorridente e brincalhão com todos. Juntamente com as autoridades policiais e com a família, estamos fazendo buscas pela cidade”.

Procurada pela reportagem do Jornal Atos, a Polícia Civil de Cunha informou que desde a última segunda-feira realiza constantemente diligências em busca de pistas sobre o paradeiro de Dito.

Caso tenham informações que possam colaborar com o caso, os moradores da região devem entrar em contato com a Polícia Civil através do: (12) 3111-1441. A família do parlamentar também disponibilizou nas redes sociais os contatos (12) 99781-7965 / (12)99683-0057.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?