Nova mudança na Prefeitura aumenta desconfiança na cidade

Em enquete, moradores cobram atenção da prefeita para serviços públicos

ENQUETE:
A volta de Ana Karin será boa para Cruzeiro?

Da Redação
Cruzeiro

A volta de Ana Karin (PRB) não mexeu apenas com o cenário político e com a administração. Nas ruas, a prefeita terá que se desdobrar para tirar da cabeça dos moradores de Cruzeiro a desconfiança com a instabilidade na cidade.

O vai e vem da prefeita teve início em março de 2014, quando a Câmara cassou seu mandato em dois dos três processos na Casa. Ana Karin foi acusada de contratação irregular de uma Oscip (Organização Social de Interesse Público) para a gestão da Saúde. Mas foi em outro processo que ela perdeu o comando do Executivo.

A falta de resposta a cinco requerimentos dos vereadores acabou com a cassação por infração político-administrativa.

Mas após deixar o cargo, Ana Karin deu início a uma guerra judicial, que contou com quatro retornos à Prefeitura, culminando com o afastamento, em julho do ano passado.

Pouco menos de um ano e três meses depois ela voltou ao cargo, em meio a uma das maiores crises que a cidade enfrentou, com desemprego em alta (elevado pelas demissões na Maxion, no primeiro semestre), baixa no comércio e o caos na saúde.

Para saber o que os moradores acharam da volta da prefeita, o Jornal Atos foi às ruas, em enquete que mostrou que o maior desafio dela parece ser o de convencer a cidade de que ainda há tempo para restabelecer a qualidade de vida em Cruzeiro.

Ivan Slva
“Eu acho uma porcaria. Não vai valer para nada, porque antes ela não fez nada, só roubou. Foi destituída do cargo e agora volta de novo. Não vai melhorar em nada. A cidade está abandonada. As ruas escuras, buracos, tudo sujo. Não tem emprego. A cidade está quase fechando. A volta dela é pior” – Ivan Silva Alves, 73 anos, aposentado
Casimiro
“Está um pouco confusa a organização da Prefeitura. Esse vai e volta dela não favorece a cidade. Apesar de ter muitas queixas sobre o mandato da Ana Karin, eu acredito que ela deve cumprir todo o mandato de prefeita, e depois a gente elege outra pessoa no lugar. Vamos ver o que acontece” – Casimiro Sampaio, 33 anos, caldeireiro
Luiz Antônio
“A cidade está um caos. Já estava com ela, aí aconteceu o problema na Justiça e veio o Rafic. Acho que piorou. Não tem perspectiva. Na minha opinião estava ruim com ela já. Só que ela saiu e piorou, principalmente com a Santa Casa. Se ela intervir pelo menos lá, acho que já é uma coisa” – Luiz Antônio da Silva, 32 anos, metalúrgico
Maria Aparecida
“Ela saiu, mas deixou a cidade afundada. Se ela voltar e tentar melhorar o que ela arruinou, tudo bem. Ela tem que melhorar principalmente a saúde, porque a gente depende. Eu mesmo estou precisando demais da saúde e não tenho onde recorrer. E o desemprego também, que está causando muitos problemas” – Maria Aparecida, 63 anos, doméstica
Hanilton
“Foi inesperado. A cidade está meio devagar, mas depende da atitude que ela tomar. Ela precisa trazer algo que traga lucro para a cidade. É preciso focar em algo para diminuir a taxa de desemprego, porque houve aumento nos impostos e comércio está tudo fechando. Várias lojas estão saindo” – Hanilton da Silva, 20 anos, desempregado
Dilma
“Quando ela estava, não adiantou, vai adiantar agora? Tem que mudar tudo. Eu não vi no começo, mas vamos ver agora com o retorno dela. A gente perde a confiança num governo, depois como que vai confiar novamente? A cidade está um lixo, suja demais, abandonada de governo, de tudo” – Dilma Puccini, 60 anos, aposentada

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>