Médicos voltam a parar atendimento na Santa Casa

Funcionários confirmam ausência de plantonista, negada pelo hospital; grevistas reivindicam pagamentos atrasados

Andreah Martins
Cruzeiro

A Santa Casa de Cruzeiro voltou a parar o atendimento. Desta vez, os médicos decidiram cruzar os braços pela falta de pagamento, que ganhou repercussão na última sexta-feira. Mesmo após ser negada pela entidade, a paralisação foi confirmada pelos funcionários, que revelaram a falta de médico plantonista no Pronto Socorro.

A última paralisação no atendimento ocorreu no final de outubro, quando os médicos reivindicavam três meses de pagamento atrasado. Na época, o Jornal Atos havia reportado ainda a reclamação dos pacientes da longa espera pelo atendimento.

Na saída do Pronto Socorro, um casal que havia levado a filha para ser atendida informou que não havia médico nas dependências do hospital. “Ela precisou trocar a faixa do braço quebrado. O raio-X foi particular porque aqui não faz. Lá dentro só tem enfermeira, não vi médico não”, contou a mãe da criança.

Ao Jornal Atos, um grupo de funcionários contou que apenas o cardiologista Dr.Davi Mota, eleito vice-prefeito na cidade, deu assistência emergencial no período da manhã, e não retornou mais à entidade, já que não era a sua escala no plantão.

A reportagem tentou contato com o secretário da Saúde, Wagner Streitenberger, mas não houve resposta até o fechamento da matéria. O presidente do Conselho Municipal de Saúde, Edenilson Rogério da Cunha, se negou a falar sobre o assunto, e afirmou que apenas o secretário da Saúde poderia responder a respeito, mas afirmou que o hospital estava com atendimento normal e com a presença de um médico plantonista.

A reportagem tentou ainda entrar em contato com o Dr.Davi Mota para falar sobre a situação, mas também não conseguiu retorno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>