Cruzeiro retoma processo de desintervenção com parceria para consultoria em gestão da Santa Casa

Processo deve durar até o fim de 2018; Santa Casa de São José dos Campos auxilia direção do hospital cruzeirense

A Santa Casa de Cruzeiro que passa por de desintervenção municipal; Câmara cria comissão para acompanhar processo (Foto: Arquivo Jornal Atos)
A Santa Casa de Cruzeiro, ponto central da crise no atendimento da cidade; hospital conta com parceria (Foto: Arquivo Jornal Atos)
Rafael Rodrigues
Cruzeiro

Desde a semana passada, a Santa Casa de Cruzeiro conta com uma equipe especializada em gestão de saúde para auxiliar administrativamente o hospital. O foco está na futura desintervenção do atendimento que, ainda hoje, está sob administração da Prefeitura.

A parceria é com a Santa Casa de São José dos Campos, indicada para dar o suporte de gestão devido aos resultados positivos que apresentam em sua instituição, especialmente aspectos como o fim de dívidas e melhoria continua na estrutura, além dos novos serviços credenciados.A Santa Casa de Cruzeiro teve a intervenção decretada em agosto de 2014, ainda durante a gestão do então prefeito Rafic Zake Simão (MDB), que ocupava o cargo em um dos períodos em que Ana Karin (PRB) estava afastada da chefia do Executivo. Ao longo dos anos, a administração municipalizada enfrentou uma série de dificuldades com paralisações e interrupção do atendimento. “Chamamos a Santa Casa de São José porque eles têm toda experiência e qualidade de trabalho. Estão nos ajudando a entender o sistema, para melhorar o atendimento no SUS (Sistema Único de Saúde) e também por parte dos convênios”, explicou o interventor do hospital em Cruzeiro, João Mário Martins da Silva.

De acordo com o interventor, são 11 pessoas que estão analisando toda estrutura do hospital cruzeirense para a apresentação de um diagnóstico sobre a atual situação. A intenção é que cada setor, desde a recepção até o RH (Recursos Humanos), tenha uma avaliação dos consultores joseenses.
Para o provedor da Santa Casa de São José dos Campos, Ivã Molina, o convênio entre as duas unidades será um importante processo na desintervenção. “Nós iremos trabalhar de forma estratégica, avaliando faturamento, despesas e administração da Santa Casa de Cruzeiro como um todo. Temos expertise na gestão de uma entidade filantrópica, que completa 119 anos operando com bons resultados financeiros, apesar das dificuldades que todos os prestadores do Sistema Único de Saúde conhecem”, ressaltou o provedor.

A parceria, a princípio, ainda não tem um custo definido, mas o interventor do hospital de Cruzeiro ressaltou que a administração está avaliando a melhor maneira de dar um subsídio para que o trabalho seja efetuado.

Intervenção – A intervenção na Santa Casa de Cruzeiro foi implantada em agosto de 2014. A medida atendeu as dificuldades da então direção do hospital, que acumulava dívidas que superaram a casa dos R$ 20 milhões. Desde então, a Prefeitura tem buscado alternativas para garantir aportes financeiros para o atendimento, que chegou a ser paralisado por diversas vezes devido às greves de funcionários e médicos.

Segundo o atual provedor do hospital cruzeirense, desde que assumiu o governo municipal, Thales Gabriel Fonseca (SD) sempre sinalizou a possibilidade de realizar o processo de desintervenção. “O prefeito sempre foi favorável para que a Santa Casa tivesse vida própria para ele focar mais na administração pública, mas ele sempre priorizou que isso fosse feito de uma maneira muito calma e tranquila”.

O prazo estipulado pela atual administração é de que até o fim desse ano, a Irmandade (Diocese de Lorena) assuma novamente o comando do Hospital.

Atualmente, a Santa Casa de Cruzeiro, que também abriga o Pronto Socorro, conta com dois clínicos, pediatra, ortopedista e emergencista, realizando diariamente cerca de quatrocentos atendimentos.

Além da estrutura, chamada de “Porta do SUS”, a entidade conta também com o atendimento particular por meio de convênio, com clínicos e cirurgiões, além de pediatras, ginecologistas e obstetras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>