Novo atraso salarial leva servidores municipais a paralisar atividades em Cachoeira Paulista

Assembleia deve decretar greve na próxima semana; trabalhadores cobram pagamento de benefícios

No início de janeiro, servidores fecharam rua em frente à Prefeitura para cobrar atrasos sem sucesso (Foto: Arquivo Atos)
No início de janeiro, servidores fecharam rua em frente à Prefeitura para cobrar atrasos sem sucesso (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Cachoeira Paulista

Com salários e diversos benefícios trabalhistas atrasados, parte dos servidores municipais de Cachoeira Paulista paralisaram suas atividades. Além do pagamento mensal, eles cobram a primeira parcela do 13°, vale alimentação e férias. Uma assembleia na próxima segunda-feira definirá a realização de um novo protesto contra a gestão do prefeito João Luiz (PSB).

Os alunos da rede pública de ensino de Cachoeira Paulista tiveram uma pausa forçada nos estudos, na última quinta-feira, devido a um protesto dos professores. Os educadores cruzaram os braços em protesto pelo salário e vale alimentação atrasados. A paralisação se estendeu para praticamente todos os outros setores municipais.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Cachoeira Paulista, Gerson Gaioso, o Zoinho, grande parte dos servidores estão com salários, vale alimentação, férias e a primeira parcela do 13º salário atrasados (o benefício deveria ser pago na data de aniversário dos servidores). “É lamentável a situação que está acontecendo em Cachoeira. O setor financeiro da Prefeitura, em que não pode se confiar, nos comunicou que na semana que vem efetuará o pagamento dos funcionários da saúde. Eles estão dois meses com os salários atrasados, mas infelizmente a informação é que somente uma parcela será paga”.

Zoinho revelou ainda quais serão os próximos passos da categoria em busca do recebimento dos direitos. “Na próxima segunda-feira, a partir das 19h, faremos uma assembleia para definir quais serão os próximos passos da categoria diante a falta de pagamento dos direitos trabalhistas”.

Um servidor municipal, que pediu para não ser identificado com medo de represália, descreveu as dificuldades que vem passando devido à falta de pagamento. “Só Deus sabe o que estou passando. Estou com dois meses de salário atrasado e dependendo da ajuda de familiares e vizinhos para pagar contas básicas de água, energia e supermercado. É revoltante trabalhar e não receber. Se o prefeito não acertar nossa situação, vamos pensar seriamente em entrar em greve”, revelou.

Resposta – Em nota oficial, a Prefeitura de Cachoeira Paulista informou que efetuou o pagamento dos servidores concursados na última quinta-feira. Já o pagamento do 13° e vale alimentação seguem sem previsão. A nota ressaltou ainda que o pagamento dos trabalhadores é uma prioridade do governo municipal, mas o Executivo tem encontrado dificuldades devido à forte crise que atinge o país.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?