Moradores do Pitéu criticam Prefeitura de Cachoeira Paulista por falta de iluminação

Ação do tráfico de drogas aumenta insegurança de quem convive com o problema no local

Praça no Pitéu, que sofre com a falta de iluminação; moradores do bairro acumulam reclamações (Foto: Jéssica Dias)
Praça no Pitéu, que sofre com a falta de iluminação; moradores do bairro acumulam reclamações (Foto: Jéssica Dias)

Jéssica Dias
Cachoeira Paulista

Não é de hoje que Cachoeira Paulista sofre reclamações com a falta de iluminação na cidade. Na última semana, a Prefeitura voltou a ser questionada sobre falhas do sistema no bairro do Pitéu. Os moradores temem que as luzes escassas facilitem a ação de criminosos.

O protesto dos moradores é pela falta de iluminação na praça do Pitéu, o que aumenta o risco à população.

O motorista profissional Jorge Abreu, 53 anos, brinca com seus netos, aproveitando o sol das 19h30, do horário de verão. Ele disse que a falta de iluminação impede de ficar até tarde na praça. “Aqui tem que ser uma poda de árvore. A luminária tinha que ser mais baixa. Eu estou brincando com meus netos aqui, se fosse para brincar com eles mais tarde um pouco, não brincaria, por causa do tráfico”, relatou Abreu.

De acordo com Abreu em uma noite de verão a família ficaria sentada na praça, mas isso não acontece mais devido à falta de iluminação. “O problema é a iluminação da praça, porque é totalmente escura, a gente não pode sair aqui, sentar. Eu já fui roubado três vezes na minha casa”.

Segundo relatos dos moradores, o local não recebe manutenção há mais de seis meses, e as únicas lâmpadas que funcionam ficam ligadas o dia todo, prejudicando a durabilidade da lâmpada.

Geraldo Moacir Rodrigues mora próximo à praça e expôs sua opinião sobre o problema. “Não é culpa desse mandato. Isso já vem de bastante tempo, mas se ele (prefeito) assumiu, tem que resolver, tem que correr atrás. No meu ponto de vista, isso já começou errado, como os postes serem mais altos que as árvores”, criticou Rodrigues. “Eu acho que podar árvore não vai resolver, tinha que baixar esses postes. O engenheiro que fez isso não pode ser chamado de engenheiro. Não tem nem como sentar nessa praça à noite. Não tem como usar os aparelhos, um está quase inteiro quebrado os outros ainda dá para usar, se não fosse essa escuridão”.

Geraldo disse que chegou a procurar a Prefeitura, mas nunca foi atendido. Em uma publicação feita nas redes sociais pelo vereador Danilo Luiz da Silva (PROS), em que o parlamentar pede indicações de problemas na iluminação, o morador questionou a atenção do poder público e cobrou o retorno de Silva. “Disse que não é a lâmpada da rua, é a praça inteira precisando arrumar. Isso, se eu não me engano, foi em maio ou junho. Ai ele colocou embaixo que ia verificar, mas nem aqui passou”, contou Rodrigues.

Procurado pela redação do Jornal Atos, o vereador explicou que chegou a fazer indicações para o Executivo, mas nunca teve resposta. Silva aguarda o início das sessões para saber se a Prefeitura irá enviar resposta ou posicionamento. “Tenho sido procurado pois tenho falado muito sobre iluminação pública. Aliás, a falta dela. Um ponto grave é o bairro São José, que não tem iluminação”, contou o vereador, que ressaltou ainda novos projetos para tentar solucionar o caso. “Estou elaborando um projeto para isentar da CIP (Contribuição de Iluminação Pública) o morador que não tiver iluminação pública disponibilizada pela Prefeitura, como é o caso do bairro São José e de outras ruas na cidade”.

A reportagem do Jornal Atos entrou em contato com a Prefeitura, mas não obteve resposta até o fechamento dessa edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>