Projeto solicita isenção de Zona Azul para idosos e deficientes em Aparecida

Comissões analisam proposta encaminhada com expectativa de votação para ainda este ano

Vagas de zona azul, no Centro de Aparecida; após implantação de sistema, volume de veículos estacionados reduz em grande proporção (Foto: Leandro Oliveira)
Vagas de zona azul, no Centro de Aparecida; vereadores analisam isenção da cobrança para deficientes e idosos  (Foto: Leandro Oliveira)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

A Câmara de Aparecida analisa pelos próximos três meses um projeto de autoria do vereador Carlos Alexandre Rangel, o Xande (PSD), que pede isenção da cobrança da Zona Azul para idosos e deficientes. O projeto solicita gratuidade para as primeiras duas horas do estacionamento rotativo.

O documento tramita para análise das comissões de Finanças, Justiça e Redação. Protocolado em julho, somente na última semana a proposta foi encaminhada às comissões para análise, com expectativa de que seja votado nas últimas sessões do ano.

De acordo com o parlamentar, foi feito um estudo de viabilidade antes da apresentação. “O projeto é constitucional. Já existe em diversas cidades. Nós ficamos quatro meses estudando essa possibilidade, fizemos visitas técnicas a cidades que contam com projetos parecidos”, afirmou o vereador, em entrevista ao Jornal Atos.

Questionado sobre o funcionamento da ação, caso o projeto seja aprovado, Xande respondeu que na proposta não foi pedida criação de novas vagas do estacionamento rotativo.  “Nosso objetivo não é causar abuso ou prejuízo para a concessionária que presta o serviço, mas fazer valer a lei. O projeto não pede criação de mais vagas, são as vagas existentes no município. Não vejo prejuízo para a empresa”.

Zona azul – O sistema de estacionamento rotativo foi implantado em Aparecida em 19 de fevereiro deste ano, após muitas polêmicas e imbróglios judiciais que atrasaram o início do serviço. Atualmente os valores cobrados oscilam entre R$ 0,50 e R$ 2, para 15 minutos e uma hora, respectivamente. As vagas foram demarcadas nas áreas de principal movimentação, na região central.

A falta de funcionários da prestadora de serviço foi alvo de críticas em maio, quando dezenas de motoristas se queixaram da dificuldade de encontrar os agentes da empresa para comprar os bilhetes do estacionamento rotativo. Após as queixas, o problema foi solucionado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>