Mesmo com restrições, Aparecida espera 18 mil visitantes para o dia 12

Basílica fecha às portas em missas, mas cidade, PRF e CCR esperam por alta procura de fiéis

Grupo de romeiros em frente ao Santuário Nacional; cidade deve ter maior fluxo de turistas no feriado (Foto: Arquivo Atos)

Marcelo Augusto dos Santos
Aparecida

Com medidas que tentam amenizar o impacto do novo coronavírus, Prefeitura, Santuário Nacional, Polícia Federal e a concessionária CCRNova Dutra já sentem o aumento no número de pessoas que buscam Aparecida, com foco no dia 12 de outubro, dia da Festa da Padroeira.

A Igreja iniciou no último sábado (3) a novena em preparação à festa religiosa, que não tem a presença de público em virtude a pandemia do novo coronavírus. Apesar de já realizar celebrações com presença de fiéis, sob restrições dos protocolos exigidos desde o final de julho, o Santuário Nacional anunciou, no começo de setembro, que vai apostar em missas virtuais para evitar aglomerações no período anterior ao feriado da Padroeira.

Os fiéis podem acompanhar todos os eventos pelos canais de inspiração católica da Rede Aparecida (Rádio e TV). Não será permitida a presença de fiéis no interior do Santuário.

Durante esse período, os romeiros só poderão visitar o Santuário e pontos turísticos (que permanecem abertos), mas sem acesso à basílica no momento das celebrações.

“Esse ano, sem a presença física dos devotos nas celebrações, mas todos estão convidados a viverem a novena e Festa da Padroeira em suas casas, pelos meios de comunicação. Toda programação será transmitida pelas redes sociais e pela nossa Rede de Comunicação (rádio e TV), e vai ajudar os romeiros a fazerem a sua peregrinação em casa, com a família”, revelou o padre Eduardo Catalfo, reitor do Santuário Nacional.

O município, que recebe uma grande massa de romeiros nesta época do ano, ainda continua com a restrição para entrada de ônibus turísticos. A Prefeitura publicou um decreto no dia 18 de setembro que permite a entrada de vans e micro-ônibus na cidade.

O setor hoteleiro também se beneficiou. O Município autorizou o aumento da capacidade para hospedagem, passando de 30% para 50%.

Segundo o Sinhores (Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares Aparecida e Vale Histórico), a malha de hospedagem já atingiu 9té a última sexta-feira (2) a marca de 50% de reserva para o dia 12. A expectativa é que 18 mil pessoas se hospedam na cidade para a data.

Fiscalização – Mesmo com a recomendação do Santuário e da Prefeitura para que as pessoas não venham a cidade, o efetivo da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal tiveram um aumento.

Outra preocupação são as romarias a pé, que percorrem a rodovia Presidente Dutra, Rota da Luz (trecho de 194 quilômetros criado para garantir o bem-estar e a segurança dos caminhantes que realizam a peregrinação até Aparecida pelas margens da Via Dutra) e as estradas estaduais (SP-052, SP-183, SP-048 e SP-062), que ligam a RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) ao Sul de Minas Gerais.

A principal rota escolhida pelos fiéis e a menos aconselhada é a Via Dutra. De acordo com a concessionária CCR Nova Dutra, entre agosto e outubro de 2019, foram contabilizados 29.483 romeiros pelos acostamentos da Via Dutra em direção ao Santuário Nacional de Aparecida.

Entre a 0h do dia 10 e a 23h59 do dia 13 de outubro (final de semana da festa no ano passado), foram contabilizados 25.099, uma aumento de 51% comparado ao mesmo período de 2018 que foi de 16.678 romeiros, além de 71 atendimentos da equipe de resgate da CCR, um aumento de 92% em relação ao mesmo período de 2018, que foi de 37.

Neste ano, os colaboradores da concessionária estão treinados na abordagem de grupos de romeiros que estão caminhando, principalmente no mesmo sentido do tráfego, e orientar sobre a forma mais segura de realizar sua peregrinação. Durante a abordagem, são entregues folhetos com dicas de segurança para esses grupos de pessoas que insistem em caminhar pelo acostamento da rodovia.

Os motoristas também são orientados com folhetos que serão entregues nas praças de pedágio, destacando os riscos da época de romarias na Via Dutra. Também serão instalados faixas e alertas sobre a presença de romeiros nos PMV’s (painéis de mensagens variáveis) da rodovia.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?