Justiça determina afastamento de três funcionários depois de denúncias de nepotismo em Aparecida

Alegação é que contratados são parentes de Cida Castro e Fran Pé Sujo no governo de Márcio Siqueira

O prefeito Márcio Siqueira, que deu início as trocas no secretariado após voltar ao cargo nesta semana (Foto: Arquivo Atos)
O ex-prefeito Márcio Siqueira,  acusado por nepotismo cruzado (Foto: Arquivo Atos)

Rafael Rodrigues
Aparecida

A 2ª Vara da Comarca de Aparecida determinou o afastamento imediato de três funcionários contratados em cargo de comissão da Prefeitura. A decisão da última segunda-feira é da juíza Vivian Bastos Mutschaewski.

Os três funcionários são parentes diretos de dois vereadores da cidade, a esposa do vereador Francisco Egídio Monteiro Vaz, o Fran Pé Sujo (DEM), e o filho e nora da vereadora Maria Aparecida Nascimento Castro, a Cida Castro (DEM).

Na decisão, a magistrada entendeu que nomear parentes de vereadores para cargo público deixa nítido que está direcionado recursos públicos municipais “para favorecer de governantes, subtendendo-se o objetivo de auferir (receber) vantagens políticas”.

Além de afastá-los dos cargos, os três tiveram a suspensão imediata dos vencimentos. O descumprimento da decisão pode acarretar em multa diária de R$ 5 mil.

Duas funcionárias, Julieta Diniz de Castro Rocha, nora de Cida Castro, e Simone Aparecida, esposa de Fran, foram contratadas ainda na gestão passada, pelo ex-prefeito Antônio Márcio de Siqueira.

Eles ocupavam os cargos de assessora de equipes de abordagem e humanização, e assessora de estatísticas e relatórios, respectivamente.

Ao assumir o Executivo, Ernaldo César Marcondes (MDB), além de mantê-las nos cargos, ainda nomeou para o cargo de diretor de escola, o fiscal tributário Luiz Fernando Castro Rocha, filho de Cida Castro.

Em nota, a administração municipal esclareceu que a decisão judicial será cumprida, e reiterou em comunicado que a ação é “oriunda da época da gestão do então prefeito Márcio Siqueira”, não tendo responsabilidades sobre a situação.

Os vereadores acusados não responderam à procura da reportagem. Até o fechamento desta edição, o ex-prefeito Márcio Siqueira também não foi encontrado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>