Dutra registra aumento de 114% de romeiros no feriado

Dados da PRF apontam para morte de dois peregrinos a caminho de Aparecida; 38 romeiros precisaram de atendimento médico

Caminhão virado após acidente na redovia Presidente Dutra; Polícia Rodoviária Federal enumera condições das estradas da região no feriado (Foto: Arquivo Atos)
Caminhão virado após acidente na redovia Presidente Dutra; Polícia Rodoviária Federal enumera condições das estradas da região no feriado (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Regional

Considerada uma das principais datas religiosas do calendário nacional, o feriado de Nossa Senhora Aparecida registrou neste ano um aumento de 114% no número de fiéis que foram a pé, pela rodovia Presidente Dutra, para o Santuário Nacional, comparado ao mesmo período de 2016. Um fato preocupante foi o registro de duas mortes de romeiros durante a peregrinação.

De acordo com um levantamento da CCR Nova Dutra, concessionária que administra a Rodovia Presidente Dutra, quase vinte mil romeiros passaram pela estrada entre 1 de setembro e 15 de outubro, enquanto no ano passado o número não ultrapassou nove mil. A contagem foi realizada pelos agentes da concessionária que ficaram distribuídos nas praças de pedágio de Pindamonhangaba e de Itatiaia-RJ.

A concessionária acredita que o aumento foi motivado pelas festividades do jubileu dos trezentos anos da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Já o levantamento sobre acidentes durante o feriado, revelou que 38 romeiros precisaram de atendimento médico. Também foram contabilizados três atropelamentos de fiéis na rodovia, sendo que um dos casos teve uma vítima fatal no trecho de Aparecida. Os outros casos ocorreram em Taubaté, mas as vítimas tiveram apenas ferimentos leves.

A Nova Dutra informou que realizou diversas ações de conscientização aos motoristas com o objetivo de evitar que os romeiros se acidentassem. Além da distribuição de folhetos informativos nas praças de pedágio, a concessionária implantou faixas refletivas ao longo da rodovia e mensagens nos painéis eletrônicos.

Em nota oficial, a CCR ressaltou que não recomenda a realização desse tipo de manifestação de fé na via Dutra em função do risco que representa.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o seu efetivo na região durante o feriado de Nossa Senhora Aparecida foi de 104 policiais, distribuídos em dez motocicletas, 37 viaturas e um helicóptero. Segundo o inspetor chefe da 8º delegacia da PRF, Marcilio Marinho, o movimento em Aparecida, no último feriado, foi o maior registrado nos últimos anos.

A PRF revelou ainda que cerca de vinte mil motoristas foram multados por excesso de velocidade nas estradas da região.

Segunda morte – Além do romeiro que morreu atropelado em Aparecida, o feriado também registrou a morte da analista de sistemas Polyana Abrahão, 47 anos, no trecho de Pindamonhangaba, do trajeto da Rota da Luz. A peregrina foi atingida por um galho que se soltou de uma árvore durante forte chuva.

Familiares relataram que era a primeira vez que a vítima vinha pagar uma promessa no Santuário Nacional de Aparecida.

Próximo feriado – Em relação ao feriado prolongado do Dia dos Finados, que ocorre no próximo dia 2, a Polícia Rodoviária Federal e a Nova Dutra afirmaram que comentarão sobre a expectativa de tráfego somente nas próximas semanas.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?