Celebrações virtuais são apostas do Santuário para evitar aglomeração na Festa da Padroeira

Basílica fecha às portas durante os dias de novena e não contará com fiéis nas missas realizadas no dia 12; romeiros devem acompanhar as cerimonias pela internet

Área de visita à imagem de Nossa Senhora da Aparecida; Santuário investe na internet para 12 de outubro (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Rafael Rodrigues
Aparecida 

Apesar de já realizar celebrações com presença de fiéis, sob restrições dos protocolos exigidos desde o final de julho, o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida anunciou que vai apostar em missas virtuais para evitar aglomerações no período anterior ao feriado da Padroeira, celebrado em 12 de outubro. As medidas, divulgadas na última quarta-feira (9), tem como foco a tentativa de evitar a presença de romeiros na data, o que elevaria o risco de contágio pelo novo coronavírus.

As celebrações da novena, que acontecem entre os dias 3 e 11 de outubro, e das tradicionais missas do dia 12 de outubro serão transmitidas pela internet e pelos canais de inspiração católica da Rede Aparecida (Rádio e TV). Não será permitida a presença de fiéis no interior do Santuário.

Além das celebrações, outros eventos também sofreram alterações. Procissões externas, vigílias, carreata e passeio ciclístico foram cancelados. Apresentações musicais e artísticas também não estão previstas.

Durante esse período, os romeiros só poderão visitar o Santuário e pontos turísticos (que permanecem abertos), mas sem acesso à igreja no momento das celebrações.

“Esse ano, sem a presença física dos devotos nas celebrações, mas todos estão convidados a viverem a novena e Festa da Padroeira em suas casas, pelos meios de comunicação. Toda programação será transmitida pelas redes sociais e pela nossa Rede de Comunicação (rádio e TV), e vai ajudar os romeiros a fazerem a sua peregrinação em casa, com a família”, revelou o padre Eduardo Catalfo, reitor do Santuário Nacional.

Ainda de acordo com a Igreja, todas as celebrações, que irão acontecer de forma restrita, contarão com pessoas que atuam em instituições diretamente ligadas à Arquidiocese de Aparecida e às obras sociais e de evangelização do Santuário Nacional, representando todos os devotos. Dessa forma, não será possível o livre acesso do público às basílicas durante as cerimônias.

A Novena será realizada de 3 a 11 de outubro, em dois horários, às 15h, na Basílica Velha, e às 19h no Santuário. Já no dia 12, as missas acontecem às 7h, 9h, 12h e 18h. Uma novidade deste ano é que as celebrações acontecerão nas duas basílicas.

O Santuário estará aberto à visitação das 5h às 17h, dos dias 3 a 11, e das 12h às 17h, no dia 12. Durante o período, na Tribuna Papa Bento 16, serão realizadas as celebrações das bênçãos dos objetos de piedade e devoção, mas atendendo as recomendações de espaçamento entre os fiéis.

Prefeitura – Em 2019, o Santuário registrou a presença de 162 mil romeiros no dia 12 de outubro. A Prefeitura foi procurada pela reportagem do Jornal Atos, para comentar a decisão da Basílica, mas até o fechamento desta edição não retornou.

A medida adotada para conter a aglomeração na cidade parece ter agradado a administração municipal, que mesmo na fase amarela, com liberação de celebrações, não havia permitido que as missas no Santuário acontecessem. A decisão de abertura do templo, se deu aproximadamente duas semanas após a liberação do Estado.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?