Ambulantes cobram avanço no projeto de melhoria da Feira Livre em Aparecida

Reunião entre categoria e prefeito define calendário de montagem; privatização ainda gera polêmica

Feira Livre em Aparecida; dificuldades com falta de estrutura é principal reclamação entre feirantes (Foto: Arquivo Atos)
Feira Livre em Aparecida; dificuldades com falta de estrutura é principal reclamação entre feirantes (Foto: Arquivo Atos)

Rafael Rodrigues
Aparecida

Ambulantes e entidades que representam a categoria estiveram reunidos na última segunda-feira com o prefeito de Aparecida, Ernaldo César Marcondes (PMDB), para cobrarem o projeto de melhoria da Feira Livre, prometido durante a campanha eleitoral. Eles discutiram também pontos considerados importantes, como o calendário de montagem e desmontagem das bancas ao longo de 2017.

Essa foi a segunda reunião entre a atual administração e os representantes da categoria. De acordo com o presidente da Associação dos Ambulantes de Aparecida, João Major, o encontro foi proveitoso, principalmente com relação ao calendário da montagem e desmontagem, feito em conjunto com os ambulantes e que, segundo ele, será divulgado em breve após a assinatura do decreto. “Foi uma reunião muito boa, onde o prefeito nos recebeu muito bem e explanou suas ideias. Chegamos ao acordo do calendário, agora o Ernaldo irá fazer alguns ajustes, e depois assinar o decreto para que possamos imprimir e distribuir para os ambulantes”, contou Major.

Além do calendário, a categoria solicitou outros pedidos, entre eles, um projeto amplo da Prefeitura com relação à melhoria no local de trabalho. “Pedimos também, um melhor atendimento ao romeiro por parte dos funcionários da Prefeitura, mais segurança e o combate aos clandestinos”, completou.

O ambulante Sandro Aparecido, que há 15 anos trabalha na avenida Monumental, disse que algumas prioridades também devem ser resolvidas o mais rápido possível. “Precisamos de melhorias na segurança da feira, mas também temos que ter aqui uma ambulância para atender não só os feirantes, mas também os romeiros”.

Nas redes sociais, o secretário municipal de Administração, Domingos Léo Monteiro, reforçou o empenho para tentar atender todas as reivindicações ao longo do mandato, destacando o calendário 2017. “O prefeito fez em comum acordo em uma conversa com os feirantes, dentro das possibilidades de mobilidade do município. Então, para atender os ambulantes, precisa pensar na cidade como um todo”.

Monteiro tentou tranquilizar os ambulantes que temem a terceirização da feira livre. “Infelizmente, por oportunismo político movido por interesses pessoais, muitos aproveitam do assunto para confundir a cabeça das pessoas. A relação do ambulante com a Prefeitura não muda, porque o ponto que ele está é uma concessão do município, independente das ideias que surgem para modernização e melhoria do local”.

O próximo encontro entre Prefeitura de Aparecida e ambulantes deve ter a apresentação do projeto finalizado da atual administração para atender as necessidades da categoria. “A segunda conversa será a apresentação do projeto, e assim que estiver pronto, debateremos todas as melhorias. Vamos ter que ajudar e temos condições de colaborar”, finalizou João Major.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>