Lei da Ficha Limpa rejeita 1.888 candidatos

Entre a série de irregularidades para impedimento estão abuso de poder e gasto ilícito de recursos

Justiça Eleitiral rejeitou cerca de dois mil registros para esta eleição; candidatos foram julgados inaptos na Lei da Ficha Limpa (Foto: Arquivo Atos)
Justiça Eleitoral rejeitou cerca de dois mil registros; candidatos foram julgados inaptos na Lei da Ficha Limpa (Foto: Arquivo Atos)

Da Redação
Região

A Justiça Eleitoral rejeitou 1.888, dos 29.101 candidatos que pediram registro. Segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 173 candidatos foram julgados inaptos por causa da Lei da Ficha Limpa, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que disputaria o Palácio do Planalto pelo PT.

A falta de requisitos para registro contam com irregularidades como a falta de comprovação de pleno exercício dos direitos políticos, alistamento eleitoral e filiação partidária, como principais motivos para indeferimento de candidaturas. Treze candidatos foram considerados inaptos a disputar as eleições por abuso de poder e outros cinco por gasto ilícito de recursos.

O PSL foi o partido que lançou o maior número de candidatos país afora, 1.543, equivalente a 5,3% do total. Além do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), 942 concorrem a deputado estadual, 488 a deputado federal, 24 a deputado distrital, 22 a senador, 14 a governador, 11 a vice-governador e 41 a suplente de senador.

Na sequência o PSOL, com 1.347 concorrentes e o PT, com 1.309 candidatos. Além do presidenciável Guilherme Boulos, o PSOL lançou candidatos a governador em 25 estados. O PT tem candidato a presidente, Fernando Haddad, e disputa 16 governos estaduais.

A Justiça Eleitoral confirmou 27.213 candidaturas, um crescimento de 4% em relação a 2014, quando 26.162 disputaram as eleições gerais – presidente, governador, senador, deputado federal, estadual e distrital. Até agora, 682 candidatos renunciaram e três morreram.

Embora a corrida presidencial seja a mais discutida no país, a eleição para a CLDF (Câmara Legislativa do Distrito Federal) é a mais disputada: são 40,88 candidatos por vaga. A Câmara Legislativa tem 24 cadeiras e se apresentaram 981 concorrentes.

As 26 assembleias legislativas têm 1.035 cadeiras e 17.950 candidatos, o que dá em média 17,34 concorrentes por vaga. Para as 513 vagas na Câmara dos Deputados, são 8.595 postulantes (16,75 por vaga).

Do total de candidatos, 13 disputam a Presidência da República, 202 concorrem a governador dos 26 estados e do Distrito Federal e 358 postulam o Senado. Neste ano, estão em disputa duas cadeiras de senador por estado, totalizando 54 vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>