Pai suspeito de causar acidente que matou dois filhos segue detido em Taubaté

Empresário de Cruzeiro é acusado de jogar carro contra carreta; ato pode ter sido ação de vingança contra ex-esposa

Destroços do carro capotado em ação que acabou na morte de dois meninos; pai é suspeito por crime doloso (Foto: Divulgação Bombeiros)

Lucas Barbosa
Lavrinhas  

Suspeito de provocar a colisão que causou a morte de seus dois filhos no último domingo em Lavrinhas, um empresário de Cruzeiro permanece nesta segunda-feira (10) sob escolta policial no Hospital Regional de Taubaté. O pai é acusado de jogar o carro da família contra uma carreta na rodovia Presidente Dutra.

De acordo com a Polícia Civil de Lavrinhas, relatos de motoristas que presenciaram o acidente na Via Dutra no fim da manhã do último domingo (9), data em que foi comemorado o ‘Dia dos Pais’,  revelam que o empresário Lucilo Souza, 59 anos, dirigia seu carro, em alta velocidade, pelo acostamento estrada e na contramão. Alguns metros à frente, ao perceber a aproximação de uma carreta, o condutor entrou na pista e jogou o veículo contra o automóvel pesado.

Com a força da batida, os dois filhos do empresário, que tinham 4 e 6 anos, morreram na hora. Já o condutor, que teve diversas fraturas pelo corpo, foi socorrido e encaminhado ao Hospital Regional de Taubaté.

Em depoimento, o outro motorista envolvido na colisão afirmou que instantes antes do choque, Souza tentou jogar o carro contra o caminhão, mas ele conseguiu desviar. Porém, na sequência o empresário realizou uma manobra ainda mais agressiva, causando a batida.

Com o impacto entre os automóveis, a carreta pegou fogo, ficando completamente destruída, assim como o veículo do empresário.

Durante entrevista à mídia regional, o delegado de Lavrinhas, Cirilo dos Santos Neto, revelou que a perícia técnica apontou indícios de que a batida foi proposital. Além de depoimentos de testemunhas, não foram encontradas marcas de frenagem do carro na pista.

A principal linha de investigação é que o ato de Souza foi uma vingança contra sua ex-esposa, mãe das crianças, já que no último dia 6 ela registrou um boletim de ocorrência após ser ameaçada pelo ex-marido.

Judicialmente responsável pela guarda dos filhos, a mulher explicou à Polícia Civil que permitiu o passeio das crianças com o empresário no último domingo, pois era o ‘Dia dos Pais’.

Permanecendo sob escolta policial e internado em estado grave no Hospital Regional, Souza deverá responder por duplo homicídio doloso (quando existe a intenção de matar).

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?