Ubatuba é selecionada para sediar Festival Paralímpico Nacional

Evento, que busca incentivar jovens praticarem esportes adaptados, deve atrair dez mil

Atividade do Festival Paralímpico’, do Comitê Brasileiro, que terá a edição 2019 realizada em Ubatuba; proposta é incentivar esportes adaptados (Foto: Divulgação PMU)
Atividade do Festival Paralímpico’, que terá a edição 2019 realizada em Ubatuba; proposta é incentivar esportes adaptados (Foto: Divulgação PMU)

Lucas Barbosa
Ubatuba

Escolhida pelo Comitê Paralímpico Brasileiro na última semana, Ubatuba será uma das sedes do festival esportivo que contará, em setembro, com a participação de cerca de dez mil jovens com deficiências físicas de todo o país. Além de promover a inclusão, o evento almeja incentivar crianças e adolescentes especiais a praticarem esportes.

Agendada para 21 de setembro, a segunda edição do ‘Festival Paralímpico’  ocorrerá simultaneamente em setenta cidades brasileiras que reunirão crianças e adolescentes entre 10 e 17 anos. Ubatuba e Taubaté foram os únicos municípios escolhidos da RMVLN (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) para sediarem o evento, que comemora o ‘Dia Nacional do Atleta Paralímpico’ (22 de setembro). A data foi instituída em maio de 2012, mas apenas começou a ser celebrada em 2014. Ela também homenageia a fundação do Comitê Paralímpico Internacional, organizador dos Jogos Paralímpicos.

Além de ginásios esportivos, Ubatuba foi selecionada pelo Comitê Brasileiro devido à possibilidade de oferecer diversas modalidades esportivas inéditas aquáticas e de areia. Na cidade litorânea, os jovens participarão de partidas de atletismo de praia, canoa havaiana adaptada e surfe adaptado. Os jogos ocorrerão pela manhã, na praia do Perequê-Açu.

Cada uma das modalidades poderá contar no máximo com cinquenta participantes. O Comitê Paralímpico Brasileiro permite que 20% das vagas    sejam destinadas a crianças e adolescentes que não possuem limitações físicas.
Segundo a chefe da Seção de Educação Especial de Ubatuba, Maria de Lourdes Teixeira, o festival não possui o objetivo de ser uma competição, mas sim um meio de inclusão, integração e de incentivo à prática esportiva. A expectativa da organização é que até 150 jovens deficientes físicos participem do evento.

Para discutirem os preparativos estratégicos para o evento, diversos membros da Prefeitura se reuniram, no último dia 23, com representantes da Câmara, Corpo de Bombeiros, Associação de Pais do Espectro Autista de Ubatuba, e Associação dos Amigos e Remadores da Canoa Caiçara. A cidade não necessitará realizar investimentos para o evento, já que possui a estrutura e os equipamentos necessários para as atividades.

Mais ações – O Festival Paralímpico integrará a programação da 3ª Semana do Direito à Educação Inclusiva de Ubatuba, que contará com palestras, mesa jurídica, atrações musicais, festival de natação e caminhadas. A ação será realizada entre 17 e 21 de setembro.
Durante o ano, a Prefeitura também oferece aos portadores de necessidades especiais aulas de diversas modalidades esportivas como tiro com arco, surfe adaptado e natação.

Os interessados em mais informações sobre o Festival ou às ações esportivas voltadas a portadores de necessidades especiais devem entrar em contato com a Prefeitura de Ubatuba através do contato (12) 3834-1000.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?