Polícia de Guará tenta identificar assassino de mãe e bebê

Vítimas são executadas com tiros na cabeça; crime causa comoção na cidade, que cobra solução

 

Viaturas da Polícia Militar, em atuação pela RMVale; crime choca Guará (Foto: Reprodução)

Da Redação

Guaratinguetá


Uma jovem de 19 anos e seu filho de apenas um ano foram assassinados a tiros na noite do último domingo (29), no bairro Pingo de Ouro, em Guaratinguetá. Mobilizada, a Polícia Civil tenta elucidar o crime e identificar o atirador.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por volta das 21h30 após vizinhos ouvirem disparos de arma de fogo vindos do interior de uma casa na rua Manoelina de Oliveira Cabete. Um homem, que usava um capacete de motociclista, foi visto por testemunhas saindo do imóvel após os tiros.

Ao entrarem na residência, os PM´s se depararam com a mãe e a criança, que não tiveram seus nomes divulgados, caídos no chão e com perfurações em suas cabeças causadas por disparos de arma fogo. Na sequência, os policiais constataram que a jovem ainda estava viva, enquanto o filho não.

Acionado, o Corpo de Bombeiros encaminhou à mãe ao Hospital Frei Galvão, mas ela morreu ao dar entrada na unidade.

Depois do duplo homicídio, a Polícia Civil isolou a cena do crime, para a atuação dos peritos que recolheram as cápsulas dos projéteis de arma de fogo e outros objetos que possam contribuir para a identificação do autor do crime.

Procurada pela reportagem do Jornal Atos na manhã desta segunda-feira (30), a Polícia Civil de Guaratinguetá informou que diversas equipes estão distribuídas pelo bairro Pingo de Ouro e outros pontos do município, colhendo informações de amigos, familiares e vizinhos da jovem para tentarem descobrir a motivação e o responsável pelo crime.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?