Ônibus turísticos voltam a Aparecida, que amplia atendimento no turismo religioso

Veículos estavam impedidos de entrar no município há sete meses; Santuário também tem capacidade aumentada para 50%

Movimentação de veículos de turismo, liberadaos a partir desta quinta-feira, em Aparecida (Foto: Arquivo Atos)

Marcelo Augusto dos Santos
Aparecida

A quinta-feira em Aparecida foi marcada pela liberação dos ônibus de turismo que voltaram a poder circular pela cidade, após sete meses. A Prefeitura publicou um novo decreto liberando a entrada de veículos que atendem romeiros de todo país, além da ampliação da capacidade da rede hoteleira e das celebrações do Santuário Nacional.

Os veículos estavam impedidos de entrar no município desde o começo da pandemia do novo coronavírus, em março, como forma de evitar a proliferação da doença na cidade.

De acordo com o novo documento, as empresas de transporte devem respeitar todos os protocolos da vigilância sanitária, como higienização dos assentos e disponibilizar álcool em gel.

Em 2019, mais 14 mil grupos realizaram sua peregrinação até o Santuário Nacional por esse meio de transporte.

Outra medida anunciada é a ampliação da capacidade de números de fiéis que podem acompanhar as celebrações religiosas. Segundo a Prefeitura, o maior templo católico do país pode receber agora 50% da capacidade, antes limitada em 30%. “… celebrações, por ora, não haverá alteração, sendo sempre reavaliada a necessidade de ampliação, conforme o fluxo de visitantes”.

A administração da Basílica definiu o uso do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, dentro de seu complexo para acolher também devotos em celebrações simultâneos aos da Basílica. Até o fim de setembro, as celebrações eram realizadas na Tribuna Papa Bento 16, na Esplanada Papa João Paulo 2º.

Os hotéis, pousadas e similares também foram beneficiados e agora passam operar com 60% da capacidade que antes estava em 50%. As áreas de lazer como piscinas também foram liberadas, mas sem uso de vestiários coletivos ou saunas.

Bares, restaurantes e similares podem funcionar 12 horas por dia até as 23h de segunda-feira a domingo com uma ocupação máxima de 60%. O consumo de bebidas e alimentos em pé, nas calçadas e vias públicas seguem proibidas.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?