Com quase dois mil votos de diferença Piriquito é eleito prefeito de Aparecida

Fim de semana de votação na cidade é marcado por confusão em carretas que antecederam o pleito de domingo

Piriquito (centro ao alto) comemora campanha com partidários em frente à Basílica Velha (Foto: Reprodução Assessoria)

Marcelo Augusto dos Santos
Aparecida

Aparecida elegeu Luiz Carlos de Siqueira, o Piriquito (Podemos), ao cargo de prefeito pelos próximos quatros anos. Com 7.358 votos válidos, a chapa única tem como vice José Carvalho de Paula, conhecido como Zezão da Concretagem (Podemos).

O novo chefe do Executivo, nasceu em Aparecida e tem 62 anos. Cursou direito em Taubaté, trabalhou na rede hoteleira da cidade e hoje exerce ocupação de autônomo e comerciante.

Na política, exerceu cinco mandatos como vereador, na qual dois deles foram interrompidos pela justiça. Em 1988 concorreu a prefeito pela primeira vez. Piriquito é irmão do ex-prefeito Márcio Siqueira, que cumpriu quatro mandatos.

Em segundo lugar ficou o candidato João Vicente, o Jovimar (PTB) com 5.444 votos, seguido de Celso Alves (PSSDB) com 3.775, Jeffercy (PL) com 1.807, Tony Touma (Patriota) com 805 votos, Paulinho Caputo (Republicanos) com 629 votos e Paulinho Ferroz (Solidariedade) com 270.

Ao todo, 733 pessoas votaram em branco e 815 pessoas optaram em votar nulo. O município tem 28 mil pessoas aptas para votar, mas apenas 21.635 compareceram neste domingo e tendo uma abstenção de 6.658.

Em entrevista concedida ao programa especial Atos nas Eleições 2020, o prefeito eleito exaltou que essa foi “a vitória da coragem”. “Eu tenho a consciência de que fui um corajoso. Não aliança com partido algum, não sentei com nenhum político da minha cidade, acreditei na minha na minha história, onde sempre compartilhei o amor e de maneira modesta assim acabei chegando à vitória”.

Questionado qual postura ele espera da Câmara para o próximo mandato, Piriquito disse que tem um projeto de resgate de dignidade do povo de Aparecida e da cidade. “Nós estamos vivendo um processo de transformação da sociedade e nesse processo não está dando mais espaços paras os picaretas, que são aqueles que se elegem e depois ficam trabalhando e cuidando do seu umbigo”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?