Bastidores da Política

Nova configuração
Corre na boca pequena de Guará que após o incidente do projeto de contratação de uma OS para gerir o Pronto Socorro, a equipe de governo de Marcus Soliva ‘costura’ uma união partidária para dar suporte aos avanços da administração pública. Além da base do PSB, PSD, PP e até o PR (que busca o divórcio com o ninho tucano) estuda a coalizão da nova estrutura partidária na Câmara.
Alça de mira
Rola pelos corredores da municipalidade de Guará que 3 integrantes do PSDB dotados no primeiro e segundo escalão da Prefeitura correm o risco de serem exonerados como resultado da união suprapartidária que está sendo formada entre Executivo e Legislativo, com vistas a governabilidade de Marcus Soliva.
Gente ‘nova’ no pedaço
Pelo andar da carruagem, a Promoção Social de Guará deve ser a ‘porta de entrada’ das novas aquisições do governo Marcus Soliva. Segundo os bem informados, o assessor especial do vereador Marcelo da Santa Casa, Arilson Pereira, deve assumir o comando da Secretaria em substituição a Alexandre Dias (fragilizado na administração devido o posicionamento político-familiar), Helio Alves e o suplente de vereador Vantuir Farias também integram o novo time.
Três homens para… 

Celão, Pita e Fabrício
Celão, João Pita e Fabrício da Aeronáutica

…uma só cadeira. O ano legislativo mal começou em Guaratinguetá e a especulação política já conjectura sobre a nova presidência da Câmara.

Ventos dos gabinetes dão conta que o peemedebista Fabrício da Aeronáutica articula uma aliança para barrar a reeleição do atual presidente.

Ninguém ignora o fato que o vereador João Pita tem a promessa de votos de pelo menos cinco dos colegas para o cargo. Façam suas postas…

Previsão
Faltando ainda 32 semanas para eleição de deputado, a chapa esquenta em Lorena nas articulações para as municipais, com pelo menos quatro nomes no mercado de apostas. Pelo que se escuta nas rodas políticas da cidade, Marietta Bartelega, candidata natural à sucessão de Fábio Marcondes, deverá enfrentar além de Sylvio Ballerini, o empresário Renato Marton (apoiado diretamente por um grupo de médicos) e também Elcio Vieira Junior, que após consulta popular, já admite disputar a próxima prefeitura.
O quinto nome
E por falar em candidaturas a prefeito de Lorena, o que ninguém soube informar ainda é sobre Toto de Oliveira Bastos, nome atualmente trabalhado pelos governistas para deputado. Acreditam que dependendo do desempenho do ainda secretário de Cultura nas urnas de 2018, ele poderá ser o quinto nome na corrida pela sucessão municipal. Perguntem ao Galão!
Feliz aniversário

Dito Bala do Mombaça
Dito Bala do Mombaça

A sessão de Câmara de Pinda desta quinta-feira, pós carnaval, rendeu mais um fato inusitado.

Após levarem uma pizza na sessão anterior, como forma de protesto à atuação dos parlamentares, esta semana resolveram levar literalmente um bolo de aniversário, para comemorar um ano de abertura da CEI do Vanone, que segue sem definição.

A plateia também cobrou o andamento de outras duas CEI’s, a do Laboratório Municipal e a do IPTU complementar, que segundo o popular Dito Bala, tramita na base do ‘enroleixon’…

Sessão suspensa

Magrão
Magrão

A presença do bolo de aniversário da CEI’s no plenário da Câmara nesta segunda-feira incomodou tanto os vereadores, que levou o presidente Carlos de Moura – o Magrão, ao descontrole e  a interrupção da sessão.

Há quem garanta que o ponto nervoso da situação foi quando mencionaram a condição da noiva de um dos parlamentares, como comissionada na administração pública.

Perguntem ao Ronaldo Pipas!

Rescaldo

Adriane
Adriane

Ainda sobre a sessão do bolo, quer dizer, de Câmara, num lance de puro oportunismo, digo, oportunidade, o vereador Rafael Goffi (PSDB), ao assumir a tribuna logo após a suspensão dos trabalhos, tentou justificar o atraso na conclusão das CEI’s, abertas praticamente há um ano.

Pelo zum-zum-zum da plateia, não conseguiu convencer ninguém. Ah! Muito menos o ‘griteiro’ do Roderley Miotto…

Resumo: depois que os parlamentares se retiraram de cena pela segunda vez, o bolo foi repartido na plateia, batizando cada pedaço com o nome de um dos vereadores.

Pergunte ao Adriane do ‘Pinda cidade em ação’, a página mais quente do Facebook!

O que muitos querem saber
A pergunta da quarta-feira de cinzas pelas esquinas de Cachoeira era: como o prefeito Edson Nota, que segundo os ‘bem informados’ da política, não tem patrimônio relevante declarado em seu Imposto de Renda, consegue andar com uma BMW que custa de R$ 450 mil, ganhando apenas R$10 mil mensais? Com a palavra os nobres vereadores, eleitos com a nobre missão de fiscalizar o poder público municipal…Interdição obrigatória

Waldemilson da Silva
Waldemilson da Silva

A ideia do ainda presidente do Legislativo de Lorena, Waldemilson Silva – o Tão, em fechar literalmente a Câmara para uma série de reformas estruturais, pegou muita gente simples de surpresa.

Porém, o que poucos sabem, é que desde o período dos ex-presidentes Rita Marton e Marcelo Bustamante, não se ‘põe um prego na parede’, que não seja alvo de críticas e suspeitas.

Pensando nisto, Tão resolveu atender o laudo da engenharia da Prefeitura e dos Bombeiros, antes que literalmente ‘a Casa caia’.

Além do que, justificaram que tudo o que for necessário saber antes da administração do também ex-presidente Luiz Fernando (responsável pela reestruturação da parte administrativa da Câmara), está explícito nos laudos da investigação minuciosa que o ex-vereador Carlos Coelho (PT) fez em seu último mandato.

Câmara dividida
Comenta-se que as necessidades de obras emergenciais e estruturais da sede do Legislativo de Lorena forçou o presidente Tão a buscar abrigo em vários espaços para manter a funcionabilidade da Casa de Leis. As sessões deverão ocorrer nas dependências da Mitra Diocesana, enquanto a parte administrativa deve se dividir em outras repartições cedidas pelo Executivo. Ah! Disseram que o Tão foi atrás até do novo comandante do 5º BIL…
Na carona
Enquanto o ‘carnaval de rua’ corria solto pelas ruas de Cachoeira Paulista, a especulação política observava o oportunismo do prefeito Edson Nota pegando carona na popularidade do Bloco da Raia, ao custo de muitas, mas muitas latas de cervejas. Disseram que no meio da folia, nem o vice-prefeito Domingos Geraldo precisou esperar muito (como ocorre na fila de atendimento do gabinete) para compartilhar uma selfie com o homem que veio de fora…
Crise anunciada
Sabe aquele aviso: “não entre sem ser convidado”, que é substituído por senso de educação e respeito? Pois bem, parece que o vereador de Cruzeiro, Paulo Vieira, faltou na escola exatamente no dia desta aula. Pelo menos este foi o comentário da semana pelos corredores da Prefeitura, após ele – Paulo Vieira, ‘invadir’ o gabinete do prefeito Thales Gabriel, durante uma reunião da qual não tinha sido convidado.Projeção 2020 com escala em 2018
O ex-secretário de governo de Pinda, Norbertinho, e o ex-prefeito Vito Ardito conversam com o editor de política do Jornal Atos Eder Billota
O ex-secretário de governo de Pinda, Norbertinho, o ex-prefeito Vito Ardito e Eder Billota

A semana do Carnaval fechou na redação do Jornal Atos com a visita do ex-prefeito de Pindamonhangaba, Vito Ardito e seu assessor Norbertinho.

Boa comida, excelente café e um ‘bate-papo’ sobre a política regional com vistas às próximas eleições (2018 e 2020).

Vito falou sobre as motivações para sua desfiliação do PSDB e do assédio que vem recebendo de vários partidos para uma provável candidatura a deputado.

Em Alta
Guaratinguetá e Pinda… O Carnaval de 2018 deve ficar marcado como o de grandes resultados para as duas cidades. Na Terra de Frei Galvão, o sistema de terceirização da estrutura e comercialização foi questionado, gerou polêmica, mas ficou para trás, após o grande número de pessoas presentes tanto na folia pelas ruas como no desfile das escolas. Já em Pindamonhangaba, o público geral de duzentos mil foliões fala por si. Quem passou pelas duas cidades já espera pela folia em 2019.
Em Baixa
Cachoeira… a contratação da OS  Instituto de Saúde Educação e Comércio para a rede pública, que após prometer uma revolução na assistência e colocar em ordem o que estava em déficit na saúde municipal, já dá indícios de que tudo pode não ter passado de falácia. O tema veio à tona após declarações do vereador Carlinhos da Saúde, que, na tribuna, questionou a empresa pelo atraso de salário de funcionários, pelo menos os que sobraram, após a baciada que foi dispensada no contrato do Edson Nota.
Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?