Os Bastidores da Política

Um por três

Regis Yasumura
Yasumura

Por mais que o gargalo eleitoral deste ano esteja apertado, Guara deverá apresentar um candidato a estadual e ‘dois e meio’ a federal.

Se o cenário não mudar até o período das convenções partidárias, Regis Yasumura será o único estadual da cidade e com a possibilidade de dobrar com três federais.

Sendo eles: Marcelo Ortiz (PODEMOS), Éneas Galvão (PSL) e Flavinho da Canção Nova (que mudou para o PSC). 


Paulo Skaf no Atos

A passagem do pré-candidato ao governo do Estado, Paulo Skaf, pela redação do Jornal Atos na última sexta-feira, com direito a participação no programa Atos no Rádio, entrevista no Impresso e almoço com mais de 80 convidados, mostrou o ‘raio X’ da Câmara de Lorena hoje. Dos dezessete vereadores, seis estiveram presentes; cinco justificaram suas ausências por coincidência de compromissos, dois foram proibidos de comparecerem. Ah! Outros ‘quatro’ se tivessem vindo, teriam acesso negado as dependências do Jornal, porque destinaria com a seriedade do evento.

Vale tudo
Esquenta dia a dia o clima de campanha entre os pré-candidatos a deputado federal de Guara. Na última segunda-feira, Marcelo Ortiz que busca a reeleição disputou os eleitores ligados ao movimento da revolução de 32 com o Éneas Galvão, na Câmara Municipal.

Traíra da fé
Quem surge na política com a estigma de traidor, além de correr o risco de desaparecer do cenário de uma eleição para outra, pode atrapalhar muita gente. Prova disso é o vereador Samuel de Melo (hora lá, hora cá) com suas façanhas. Ao mesmo tempo que ignora o apoio devido nesta eleição ao deputado de seu partido, Campos Machado (PTB), não consultou sua liderança da Renovação Carismática quanto aos votos que precisa arrumar para o também estadual Reinaldo do PV, apoiado pela instituição, já saiu na foto com a Michelli Veneziani, filha do Antônio Carlos (ex-prefeito do Litoral), como cabo eleitoral de primeira hora. Respostas rápidas: os três vão levar o ´balão’? Apenas dois ou qual dos três receberá o apoio (se é que ele ainda tem poder de transferir votos além de rejeição)? Façam suas apostas…

Saia justa
Com o projeto do Executivo que remove a função dos cobradores nos ônibus que vão operar o TUG (após a licitação do transporte público), em tramitação na Câmara de Guará, tem vereador passando por três provas junto ao gabinete do prefeito Marcus Soliva: a de confiabilidade, a de extrema confiabilidade e a de trairagem. De um lado a administração buscando além de modernizar, baratear o preço da passagem para os usuários dos coletivos; do outro, os vereadores amedrontados em cair na maledicência da especulação política!?!?!

O passageiro da agonia
Dependendo de uma resposta de Brasília (STE) o vereador Luiz Francisco de Lima, o Luizão, pode ficar sem concorrer às próximas eleições em Lorena. Mas daí, a perder o atual mandato, só se a Câmara atropelar o processo com um eventual decreto (bem ao estilo do Tanga Frouxa). Disseram que é mais fácil ‘um outro’ vereador ser cassado, por colecionar várias condenações em tramitação em segunda instância, que ele, o Luizão…

Pressão máxima

Luizão
Luizão

Ainda sobre a situação do Luizão na Câmara de Lorena, parece que a turma da manipulação está trabalhando na cabeça do Presidente Silva, para forçar uma cassa mandato do vereador, atropelando a própria Justiça.

De acordo com a turma da esquina, a iniciativa de aterrorizar a vida do Luizão estaria ligada a uma mudança antecipada de foco de uma provável ‘maraca’ que estão armando no ‘laboratório das improbidades’ do Legislativo lorenense.

Preparando a largada
Esta semana o sindicalista Herivelto Vela (PT) oficializou sua licença na presidência do Sindicato dos Metalúrgicos de Pinda, com prerrogativa de sua pré-candidatura a deputado estadual. Vela vai disputar os votos locais com o ex-prefeito Vito Ardito e com o popular Tião do Leite, ambos tentando vaga na Assembleia Legislativa. Outros três nomes são destaques nesta temporada eleitoral como postulantes à Câmara Federal: Rafael Goffi, Lucas Overney e Gislene Cardoso. Disseram que além do olhar a afinado da população no resultado das unas, tem bolão de apostas nas imediações da Ferroviária e do mercadão, para ver entre os candidatos locais qual será o mais votado…

Fechando a questão

Isael Domingues
Isael Domingues

Mesmo com três votos contrários e com agitação dos opostos no auditório da Câmara, o prefeito Isael Domingues teve seu projeto que reajusta os salários dos servidores em 2,07% aprovado na sessão desta última segunda-feira.

Os vereadores Rafael Goffi, Renato Pipas e Jorge da Farmácia se apoiaram na cobrança de um prometido plano de carreira que ainda não materializou para votarem contra.

Telhado novo, de novo
As obras de restauração na sede do legislativo de Lorena voltaram a ser questionadas nas rodas políticas, mas desta vez não pelo modelo de contratações emergenciais (sem pregão presencial), mas pela qualidade do serviço. Vozes dos corredores da Câmara dando conta que o telhado recém construído, já demonstrou sinais de empeno com as leves chuvas da semana passada, chegaram à praça. Falam ainda, que a questão das informações do Portal da Transparência, em atenção a LAI – Lei de Acesso à Informação, ainda não foi solucionado mesmo com a instalação do novo padrão de eletricidade.

Acesso restrito
O prefeito de Cachoeira viu cair por terra a intenção de ciceronear o governador Márcio França em sua passagem pela cidade, a convite da Comunidade Canção Nova. Em meio ao público, Edson Nota sorriu, fez pose de dono da festa e garantiu fotos ao lado do pré-candidato do PSB, mas quando o evento passou para área restrita da CN, para um almoço entre França e o diretor Executivo da Fundação João Paulo II, Wellington Silva Jardim, o Eto, o prefeitão foi barrado na festa, já que não tinha identificação do protocolo. Nem o nome de Mota constava na lista de convidados. Se em ano eleitoral, um pingo é letra, fica a dica para quem acha que manda na cidade…

Três é bom, quatro…
…é melhor ainda A dupla Marcus Soliva e João Pita voltaram do encontro com o governador Marcio França nesta quarta-feira, mais satisfeitos que esperavam. É porque esperavam assinar convênio com o Estado de R$ 3 milhões para pavimentação e a mão misteriosa de um ‘parceiro’ do PSB ampliou o recurso para R$ 4 milhões. Vozes do Palácio dos Bandeirantes dão conta que, de onde saiu este valor, tem mais R$ 8 milhões para ser liberado para Guaratinguetá.

Abrindo as torneiras

Fábio Marcondes
Fábio Marcondes

Após um longo período ‘cético’ com o governo do Estado, o convênio de R$ 2 milhões para modernização e recomposição das vias públicas de Lorena, quebrou um pouco o gele entre o prefeito Fabio Marcondes e o governador Marcio França.

Há muito não se ouviu sobre uma liberação de recursos nestas proporções à cidade.

Segundo os interlocutores do Palácio com Marcondes, outras promessas de verbas ‘esquecidas’ ao longo de seus quase seis anos de administração deverão ser honradas ainda este ano, bem como novos valores de autoria de França.

Base de lançamento

O diretor da Canção Nova, Eto, o pré-candidato Totô e o governador Márcio França
O diretor da Canção Nova, Eto, o pré-candidato Totô e o governador Márcio França

Bem relacionado e com várias bases de apoio, o lorenense de berço e coração Totô Bastos, tem trabalhado sua pré-campanha a deputado estadual da melhor forma possível, na espontaneidade de sua vida.

Hora participando de shows religiosos com sua banda.

muitas vezes visitando entidades parceiras e conversando com o maior numero de pessoas possível para viabilizar seus 30 mil votos, suficientes para sair vitorioso nas urnas, pelo seu partido o PROS.

Esta semana ele recebeu incentivo do governador Marcio França e recomendações do amigo Eto da Canção Nova.

Em Alta
Apaes… As unidades da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais da região estão dando exemplo de trabalho eficaz no atendimento e na busca de recursos. Em Lorena, Cruzeiro, Pinda e Cachoeira as equipes ligadas às instituições realizam festas para atrair doações e novos colaboradores. Já em Guaratinguetá, além das festas juninas, a Apae colocou em prática o projeto Moda Inclusiva, que promove o trabalho de mães, filhos e ainda destacam a cada vez maior independência de jovens que lutam por um espaço maior na sociedade, mesmo em um mundo que falha bastante quanto à inclusão.

Em Baixa

Cruzeiro… A ex-prefeita Ana Karin, que somou a terceira conta rejeitada na Câmara de Cruzeiro, referente ao desastroso período em que governou a cidade. Desta vez, a rejeição foi sobre os documentos referentes a 2015, ano em que ela dividiu a administração municipal com Rafic Simão. De acordo com  vereadores, a ex-toda-poderosa da cidade foi barrada porque o TCE identificou em seu relatório que a administração não cumpriu com índices constitucionais, como a falta de recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e os pagamentos irregulares de precatórios que a administração era alvo ao longo do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>