Bastidores da Política

Quanto mais, melhor

 Joffre Neto e Thales Gabriel
Joffre Neto e Thales Gabriel

Em temporada de convênios com o governo do Estado, o prefeito Thales Gabriel tem estado atento à agenda do governador Marcio França para garantir que Cruzeiro não perca nenhuma liberação de recursos.

Com a atenção especial do coordenador do PSB no Vale, Joffre Neto, Thales tem o direcionamento para estar no local certo e na hora precisa quando o assunto se refere a verbas, ainda mais agora que o município encontra-se apto (com certidões) para receber dinheiro público.


Divisor de águas

Quem observa o movimento eleitoral entre os candidatos com vinculo natalício em Lorena, percebe um cabo de guerra que vai além da disputa entre Toto e Michelli. Um com presença marcante no cotidiano da cidade, a outra, tendo que ser lembrada como a filha de Antônio Carlos ‘de Caraguá’. Em resumo, os interessados em interceptar o processo da sucessão de Fábio Marcondes somam com Michelli, enquanto Toto busca surfar nos 70% de aprovação da atual administração…

Divisor de águas II
O mercado político de Lorena aposta na certeza que a oposição perdeu força, quer dizer, votos na Câmara, com auto-independência dos vereadores Maurinho Fradique e Fábio Longuinho integrando o já anunciado ‘centrão’. Mesmo com os interesses aflorados dos irmãos Silvas em algumas manobras, agregado ao Samuel ‘pipoca’, o muito que podem somar serão sete votos, insuficientes para derrotar a base governistas com oito vereadores, podendo somar com a dupla independente.

Meio caminho andado

Nenê do São João
Nenê do São João

Através de medidas simples e pontuais, o presidente Nenê do São João cumpriu a metade de seu mandato no comando do Legislativo de Cachoeira, com índice maior de aprovação que seu antecessor, a julgar pela avaliação popular.

Com mais um semestre pela frente, Nenê deve concluir seu período acima da média, tanto no quesito finanças, como administrativo, podendo ‘carimbar seu passaporte’ para novas demandas da vida pública.

Lei da compensação
Circula nas rodas políticas que o deputável Vito Ardito (agora PP) está buscando votos na região para compensar o que eventualmente estaria perdendo em Pinda, sua base eleitoral. Na conta de sua assessoria, a motivação de alguns candidatos locais, somados aos que vem de outras praças na concorrência para estadual, estaria forçando a abertura para uma campanha mais estendida no Vale.

Alguém responde
É impressão ou os vereadores de oposição admitem que as empresas São José e Oceano deverão vencer novamente a nova licitação do transporte público de Guará? É que da maneira como eles (especialmente o Fabrício fazendo até vídeo no Facebook) estão defendendo a permanência dos atuais cobradores dos coletivos que operam o TUG, dá a impressão que ‘time que está ganhando não se mexe’…

Pra quem entende…
…um pingo é letra Ainda segue em incógnita na especulação política de Guará, a votação do vereador Márcio Almeida ao regime de urgência do projeto do Executivo que buscava garantir tarifa de ônibus mais barata à população, com a extinção da função dos cobradores. Aos bons entendedores, o voto contrário foi um recado, só não sabem dizer endereçado a quem: ao gabinete do prefeito, à empresária dos ônibus ou algum colega de Câmara…

Palanque eleitoral
A especulação política de Pinda volta atenção nesta terça-feira para sessão de Câmara, onde será discutido o projeto do vereador Rafael Goffi (PSDB), que estende a gratuidade dos passes escolares para alunos das escolas técnicas e cursos à distância. Há quem critique o vereador pela iniciativa, por ser período eleitoral, mas em compensação, os que podem receber o benefício, hoje exclusivo aos universitários, estão pensando de modo diferente, com ou sem política…

Castelo de areia
Rola entre os ‘videntes’ da política de Cachoeira que o ‘castelo’ do prefeito Edson Mota começou a despencar, consequentemente o de seu ‘agenciador’ (aquele que corre de oficial de justiça). Os comentários intensificaram após a condenação que recebeu por improbidade, prática de cartas-convite em 2005, período em que prefeiturava na cidade de Silveiras. Tem gente garantindo que de onde saiu esta sentença, deverá sair muitas outras…

Pão e circo
Numa cidade onde as festas promovidas pela Prefeitura são ostentadas a um custo elevadíssimo e na contramão da realidade, a saúde municipal é calamitosa e a educação um sumidouro de recursos públicos, é natural que até quem se diverte no circo e bate palmas para o palhaço reflete que alguma coisa tem de estranho. Sem falar em lavagem de dinheiro e outras atrocidades com o dinheiro público, talvez não seja mera coincidência com a ‘motolândia’!!!

Alinhando por cima
Parece que no modelo de fazer política daquele ‘manda-chuvas’ da Câmara de Cruzeiro, presidência é para os fracos, principalmente quando a meta é criar estratégia para alcançar a ‘cadeira’, de onde se comanda o cofre. Ah! Parece que a ideia deste ‘homem bom’ é ser o próximo vice na reeleição. O que ninguém garante é se o prefeito chegue até o final do mandato com um vice desta estirpe…

Não convidem para…
…a mesma picanha A empresária dos ônibus, Edna Abdala e o vereador Márcio Almeida, principalmente se o churrasqueiro for o também vereador Fabrício da Aeronáutica, num encontro para discutir as modernidades do transporte público de Guaratinguetá!

Contagem regressiva
Faltam 96 dias para as eleições

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>