Os Bastidores da Política

Distorção

A informação de uma reunião entre o vice Ricardo Piorin e o prefeito Isael Domingues sobre uma possível restruturação parcial da equipe de governo da Prefeitura de Pinda caiu na especulação política traduzida de intenção de ‘puxada de tapetes’. Pelo que rolou nos corredores da municipalidade, o fato de alguns secretários e diretores estarem na ‘alça de mira’ dos vereadores, tem levado o chefe do Executivo a pesquisar sobre a veracidade das críticas. Na sessão de Câmara da última segunda-feira, que rolou literalmente até pizza no plenário, o presidente Magrão chegou pedir audivelmente a ‘cabeça’ do coordenador da região leste, e também a do diretor de Obras da subprefeitura.

Uma notícia boa…

Teca Gouvêa
Teca Gouvêa

e uma ruim para Piquete! A boa é que agora com a prefeita Teca Gouvêa como presidente do Codivap, a cidade vai ganhar mais visibilidade no Governo do Estado; a ruim, é que a Câmara pretende cassar seu mandato assim mesmo! Ou seja, com ou sem presidência do Codivap…

Pode pedir música…

…no Fantástico! É voz corrente em Piquete e região que não é a primeira vez que a Câmara tenta cassar o mandato da prefeita Teca Gouvêa.
Segundo a especulação política, ela já pode pedir música no Fantástico, porque esta já é terceira vez. Pergunte ao seu advogado, Dr. Roda!!!

E por falar em Piquete…

…tem vereadores a caminho do suicídio político. Pelo que se escuta nas esquinas da cidade, eles estão armando mais uma onda contra o mandato da prefeita Teca Gouvêa, a exemplo de outras tentativas (da legislatura passada, onde nenhum deles conseguiram se reeleger). A ação está movimentando o mercado de apostas locais, com o palpite que boa parte desta atual Câmara é composta por vereadores de um mandato só. Perguntem ao Rodrigo, o único que sobreviveu o crivo das urnas em 2016!!!

Política do ‘sobrinho’…

Com várias candidaturas a deputado surgindo em Cruzeiro, analisaram no balcão da Padaria Caravela que a situação torna-se propícia para o empresário Beto do Renato desistir de sua intenção de concorrer a federal, antes que as despesas comecem a pesar no caixa da empresa. Qualquer desculpa vai ser fácil, já que o nome do vice, Dr. Davi, está sendo referendado pelo sobrinho, digo, prefeito, Thales Gabriel…

Recurso próprio

Fábio Marcondes
Fábio Marcondes

O prefeito de Lorena Fábio Marcondes iniciou 2018 em ritmo de inaugurações e investimentos na máquina administrativa.

Com objetivo de abrir mais de mil novas vagas nas creches municipais, ele planejou a construção de três unidades. Na última semana foi inaugurada a primeira no bairro Industrial, outras duas seguem em obras.

Após investir R$ 1,3 milhão na frota de caminhões da Prefeitura no ano passado, ele deliberou processo licitatório para aquisição de mais 25 veículos, para diversas secretarias neste mês.

O que faz matar a concorrência de inveja e raiva é que a grana pra tudo isso vem dos recursos próprios do município!!!

Conexão Pinda

Bastou circular a intenção de candidatura de Diego Miranda a deputado estadual por Cruzeiro, para o postulante à federal de Pinda, Rafael Goffi (PSDB) sinalizar a disponibilidade de dobradinha – isto porque Goffi está de compromisso assumido com o deputado Ramalho da Con$trução. Como o tempo é curto para campanha, outros pré-candidatos demonstraram interesse em conversar com Diego, considerando ainda o vereador Paulo Vieira, que deve decidir se vem candidato a federal pelo PR ou se lança a empresária do ensino Patrícia Batistela.

Coerência

Erica Soler
Prefeita Erica Soler

A prefeita de Potim, Erica Soler (PR), participou da agenda do vice-governador Márcio França na semana passada em Tremembé, e como outros prefeitos, recebeu promessa de investimento do Estado para este ano.

Embora o vice, que vai virar governador, tenha incentivado abertura de licitação antecipada para conseguir receber os recursos dentro do prazo em que a legislação eleitoral permite (mês de julho), Erica deixou transparecer que prefere aguardar o dinheiro materializar no caixa da Prefeitura, para pensar em concorrência pública.

Toque de recolher

Marcus Soliva
Marcus Soliva

A especulação política de Guará conta os dias até 1º de março, data limite estipulada pelo decreto do prefeito Marcus Soliva para que todos funcionários licenciados da Prefeitura retornem aos seus respetivos cargos e ocupações.

Ventos do Executivo dão conta que a finalidade é suprir as falhas funcionais do serviço público e levantar o paradeiro de centenas de detentores cargos que hoje existem apenas no papel.

Parece que a medida coloca muitos ‘descendentes’ de governos anteriores de saia justa, principalmente os que, para deixar o ‘tempo passar’, saíram de licença, deixando vagas específicas travadas.

Polêmica anunciada

Comenta-se entre o circuito Câmara-Prefeitura de Guará, que outra medida radical, porém necessária, deverá ser tomada pela administração Marcus Soliva, a bem do erário público. A suspensão do meio expediente de folga dado aos funcionários no dia em que recebem o pagamento e a falta abonada no dia do aniversário. A conta é simples: em média são 3 mil servidores, 8 horas dia, igual a 24 mil horas mês, multiplicado por R$ 10,00 (a hora em média) totalizando R$ 240 mil por ano. Na soma de quatro anos perfaz R$ 1 milhão, o suficiente para construir uma creche ou escola de primeira qualidade. Pensar que esta ‘festa’ vem sendo paga com dinheiro da população! O que será que o PMDB de Argus tem a dizer a respeito disso???

À prova de impacto…

Edson Nota
Edson Nota

Parece que nem o vírus da vacina da ‘febre amarela’ conseguiu ‘deitar’ o prefeito Edson Nota.

Disseram que houve mais movimentação entre os vereadores da subserviência do que a equipe de saúde para prestar atendimento ao ‘chefe’.

Ah! Indagaram ainda, que sorte que ele não precisou de intervenção hospitalar na Santa Casa de Cachoeira, porque aí, com certeza, teria sofrido um ‘choque de realidade’ com o que sofrem os cachoeirenses na fila do atendimento.

Perguntem ao Breno Arraya que só faltou dividir o leito com chefinho durante sua convalescença…

Dobrando os salários

A Câmara do Potim aprovou por unanimidade um projeto do Executivo que deve aumentar a economia, consequentemente, a circulação de dinheiro na cidade. A partir da sanção da prefeita Erica Soler, todos os atuais diretores da Prefeitura ganham status de secretários, e claro, com salários acrescidos, de R$ 2,5 mil para R$ 5 mil.

Não convidem para…

…mesma picanha A vice-prefeita de Lorena, Marietta Bartelega e o vereador Elcio Vieira Junior, principalmente se o churrasqueiro for seu colega de legislativo Bruno Camargo. Esta semana, o representante do Partido Verde na Câmara, adiantou que está preparando um voto de repúdio ao PMDB de Temer e seus filiados…

Tocando as moscas’

Eder Billota e o professor Sylvio Balerini
Eder Billota e o professor Sylvio Balerini

O prefeiturável Sylvio Ballerini passou pelo Jornal Atos nesta semana, para uma conversa afiada sobre os caminhos políticos do professor da USP na cidade.

Um dos nomes mais recorrentes quando o assunto é eleição municipal, Ballerini não escondeu seu foco para o cenário lorenense. Ele descartou uma possível candidatura à Assembleia Legislativa ou ao Congresso e foi enfático ao afirmar que, não tem nada ainda definido para 2020.

Reforçou que não tem vice e que ainda vai avaliar a questão partidária. Disse ainda que, o que está sendo falando em seu nome na cidade, vem de pessoas oportunistas, que aproveitam a temporada e que o que está surgindo não tem nada de verídico já que espera vir com uma equipe e um projeto totalmente diferentes daquilo que apresentou em eleições anteriores.

Em Alta

Potim… A prefeita de Potim promete não afrouxar o cerco para colocar a casa em ordem na Prefeitura. Erica Soler conseguiu a aprovação da reforma que transforma as diretorias em secretarias. Com a alteração no primeiro escalão, críticos apontaram que os salários-base devem saltar de R$ 2,5 mil para R$ 5,5 mil, mas a própria prefeita rebateu, lembrando que assim pode impedir situações como a de antecessores, que pagavam o menor salário no papel, mas chegavam a R$ 8 mil com benefícios…

Em Baixa

Guaratinguetá… O secretário de Assistência Social, Alexandre Dias, que parece querer ser mais real que o rei, quando não esconde o descrédito com possíveis medidas no ‘palácio de vidro’. Mas nada que fique mais feio do que a falta de noção que ele não faz questão de esconder ao tentar medir este Jornal Atos por réguas que ele próprio está habituado. Afinal, nem todo mundo está preparado com Jornalismo de Fato, principalmente quando estão acostumados ao afago da bajulação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>