Bastidores da Política

Apertem os cintos…

Soliva Junior Argus
Marcus Soliva, Junior Felippo e Argus Ranieri

Um trabalhando para continuar, outro tentando voltar e o terceiro querendo estrear: Com a política esquentando o mercado político para as próximas eleições, os moradores de Guará observam Marcus Soliva trabalhando para continuar prefeiturando, Junior Filippo abraçando os eleitores para voltar a prefeiturar e Argus Ranieri querendo ser prefeito.

Neste cenário de acordos e desacordos, promessas e propostas, alianças e traições onde o nível dos debates devem chegar ‘às alturas’, talvez argumentos sem ter ‘o que mostrar’ não sejam o suficiente para convencer a população cada vez mais exigente.

Fechando com chave de ouro

A Saúde, uma das principais áreas fortalecidas pela gestão do prefeito de Pinda, Isael Domingues (PL), ganhou mais um reforço na última sexta-feira. Com um investimento municipal de R$ 900 mil, a população recebeu a UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro do Crispim totalmente reformada. A reinauguração fecha com “chave de ouro” o pacote de obras de melhorias na saúde em 2019, que teve como “cereja do bolo” a reformulação e ampliação do Pronto Socorro, viabilizada através de um investimento superior a R$2 milhões.

Teto de vidro

Constante alvo de reclamações dos usuários de ônibus em Pinda, a empresa ‘Viva Pinda’ ganhou novos questionamentos da crítica local, esta semana, por ter acionado a Prefeitura na Justiça cobrando ação da atuação do transporte clandestino, situação que poderia resolver diretamente com o gabinete do prefeito. Para muitos, a tentativa da concessionária foi desviar o foco da enxurrada de críticas que diariamente recebe dos passageiros. Pelo que se ouve nos balcões mais politizados da cidade, a ‘Viva Pinda’ deveria se concentrar em resolver suas falhas de serviço, deixando de ter ‘teto de vidro’, antes de atirar pedra no “telhado” da Prefeitura.

‘Caça níquel’

Délcio Sato
Délcio Sato

A atitude do prefeito de Ubatuba, Délcio Sato (PSD) em instituir a cobrança de mais um imposto turístico gerou desconforto e preocupação entre os empresários locais.

Prevista para entrar em vigor no início de 2020, ‘ano eleitoral’, a nova lei municipal determina que turistas e empresas de transporte paguem a TPA (Taxa de Preservação Ambiental) diferenciado a carros de passeio e ônibus para entrarem na cidade, além do novo imposto, a cobrança denominada ‘Taxa do Comtur”, que desde 2015 continua alvo de reclamações.

A classe comercial teme que o ato de Sato contribua para que turistas e agências decidam mudar o destino de suas viagens por conta do impostômetro municipal.

Um partido para…

…chamar de seu – Com as últimas notícias circulantes em Lorena dando conta que o pré-candidato Renato Marton definiu o PP como base de lançamento de sua campanha, tem simpatizantes de sua candidatura preocupados com ‘quem possa vir’ na ‘mochila’ do partido. Talvez pelo fato da cumplicidade da vereadora Lucia da Saúde (até então líder da sigla) com ‘aquele personagem’ que seca até pimenteira na Câmara, que ela acabou elegendo com seus votos na eleição passada…

Efeito colateral

Em ritmo de sessão improdutiva, a Câmara de Ubatuba tornou-se também alvo de críticas populares devido sua “apatia” aos assuntos relevantes da cidade e a participação mais efetiva as decisões do Executivo. Para o descontentamento de muitos eleitores, os vereadores tem ‘matado’ grande parte das sessões com moções ‘pequenas’ e congratulações. De acordo com os cientistas do litoral, se os parlamentares continuarem neste estilo de ‘oba-oba’, correm o risco de não conseguirem passar novamente no crivo das urnas em 2020.

Vira casaca

Após mudar do SD para o PSD, o prefeito de Cruzeiro, Thales Gabriel se vê em outra ‘saia justa’, a de atender o pedido do governador João Doria em duas condições: ou migra para o PSDB para ter o apoio total na reeleição ou, na pior das hipóteses, escolha um candidato a vice tucano. Numa leitura geral hoje sobre a tripulação do PSDB, não se encontra nenhum nome de expressão, exceto do Manoel Amorim e da ex-vereadora Simone Príncipe. Disseram que esta condição imposta por Doria deu indigestão no secretário Diego Miranda, que anteriormente estava no partido do governador, mas trocou a sigla pelo PSD para condicionamento de alguns favores…

Juntos ou separados?

A equipe que articula a reeleição do prefeito de Cruzeiro torce para que a formação do grupo de postulantes à Câmara que Paulo Vieira está formando para a próxima eleição dê certo e ele concorra ao Executivo. Outra expectativa do grupo de Thales é para que o ex-vereador Juarez Juvêncio (que foi para o PSL atrás do Bolsonaro e dançou) também consiga viabilizar sua candidatura a prefeito. Parece que a ideia da equipe de Gabriel é conduzir a campanha com pelo menos três ou quatro concorrentes, inclusive o Rafik Zake!!!

Cabeças vão rolar…

Ventos dos corredores do Legislativo de Cruzeiro dão conta que para justificar à população o gasto de R$ 90 mil na contratação de um projeto de reestruturação na Câmara (no período de Charles Fernandes), o atual presidente Mário Nothangelli está se vendo na ‘obrigação’ de cortar metade dos assessores parlamentares. Com isso, o estoque de imosec nas farmácias da cidade esgotou e não há papel higiênico que dê jeito na Casa de Leis…

Troca de figurinhas

Diego Costa, Jessé, e Herivelton Vela
Diego Costa, Jessé, e Herivelton Vela

O PT de Pinda fez festa na semana passada para anunciar sua troca de figurinhas, em preparação às próximas eleições.

Como já esperado pelo mercado político, Herivelto Vela mudou de cargo no partido, mas com o mesmo discurso: candidatíssimo a prefeito; já o novo presidente Diego Costa conclamou os petistas a correrem atrás dos votos para conquistar a Prefeitura e pelo menos duas vagas na futura Câmara Municipal.

De acordo com os ‘politiqueiros’ da cidade, há várias legislaturas que o Partido dos Trabalhadores luta por vaga no Legislativo e não consegue!

Quem sabe agora com o ‘Lula livre os eleitores se convençam…’

Perguntar não ofende

Por que o vereador Pedro Sannini quase sempre se ausenta das votações mais polêmicas e relevantes relacionadas a administração pública de Guará? Na última quinta-feira, por exemplo, se dependesse do voto dele, o projeto que cria o Alvará Automático e Simplificado não teria sido aprovado. Ah! Sorte que o vereador Fabrício da Aeronáutica votou com o governo empatando o ‘jogo’, e o presidente Celão deu o voto decisivo para que os investidores da cidade tenham este benefício.

Chutando contra

Ventos dos corredores da Câmara de Guará dão conta que a confiabilidade do voto do vereador Luizão da Ração – a favor do governo, segue sempre na dependência ‘das torneiras’ do gabinete. Qualquer morosidade que possa contrariar o temperamental oportunista: “…meu voto é contra”! Ah! Disseram que qualquer semelhança ao seu posicionamento contrário ao Alvará Simplificado talvez não seja mera coincidência…

Concorrência

Os ‘velhos’ caciques eleitorais de Cachoeira Paulista estão demonstrando preocupação com os novatos que estão se apresentado para corrida ao Executivo no próximo ano. Disseram que nomes como do Tio João do Açaí, Professor Francis Augusto Guimarães (da ETEC), do engenheiro Fernando Hummel e mais dois ou três parecem ganhar forças em detrimento da decepção dos eleitores com vários políticos que passaram pelo poder e frustraram geral…

Mar de lama

Comenta-se que a paciência dos moradores de Cachoeira Paulista com a gestão do prefeito Edson Mota está cada vez mais escassa. Somada às fortes chuvas da semana, a ineficácia do sistema de drenagem do município resultaram nos alagamentos de diversos bairros. Revoltados, moradores lembraram que uma das promessas eleitorais de Mota seria a modernização do sistema de captação de águas pluviais, que não saiu do papel. Devido as promessas não cumpridas e as denúncias de corrupção, a gestão de Mota está sendo considerada pelos cientistas políticos como a mais desastrosa da história.

De bem com o Tribunal

O prefeito Guilherme Carvalho que firmou parceria com a Facic (Foto: Arquivo Atos)
Guilherme

O prefeito de Silveiras, Guilherme Carvalho (PSDB), comemorou esta semana com toda sua equipe de trabalho a notícia que suas contas referentes a 2017 foram aprovadas por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado.

O fato ganhou domínio público em toda a cidade e região porque há muito não ocorria com os prefeitos passados, onde o ‘normal’, para não dizer o anormal, eram suas contas serem reprovados pelo órgão fiscalizador do Estado e, posteriormente, revertidas a decisão na Câmara Municipal, muitas vezes em conchavos com os vereadores…

Em Alta

Lorena – A atenção que a secretaria de Segurança Pública tem dado à população para definir as prioridades para o reforço do combate à violência em Lorena. Após implantar a guarda armada e focar no COI, a Prefeitura aposta agora na parceria com empresários para ampliar o monitoramento, além de apoiar um projeto de universitários que tenta facilitar o atendimento a estudantes vítimas de ocorrências.

Em Baixa

Pindamonhangaba – A queda de braços entre a Prefeitura e a Viva Pinda. Entre troca de acusações e cobranças, a administração municipal e a empresa contratada para gerenciar o transporte público da cidade, o resultado mais certo é o de prejuízo ao usuário do serviço, que enfrenta falhas no atendimento e falta de estrutura. E a saída para parte da população ainda é o clandestino. E quem vai culpá-los?

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?