Bastidores da Política

Aquecimento 

verefd

Dois prefeituráveis, dados por certo na próxima eleição de Guaratinguetá, deram mostras de aquecimento no mercado eleitoral nos últimos dias. Argus Ranieri (MDB) utilizou as dependências da Câmara para reunir seus filiados em convenção para confirmar mais de 60 membros da executiva do partido e aproveitar para ensaiar o ‘grito de guerra’ para campanha.

O outro foi Júnior Filippo, que preferiu o acolhimento da periferia para o ‘pontapé inicial’ em preparação a ‘turnê’ rumo à Prefeitura.

Em ambas manifestações, considerando que os tucanos também estão ativos para 2020 – só faltando definir um nome além do Dr. Marcelo Meirelles – o recado inicial foi para mostrar forças aos postulantes ao Legislativo e aos apoiadores para se posicionarem.

Enquanto o assédio corre solto às lideranças da cidade, inclusive as que gravitam em torno do atual governo municipal, Marcus Soliva segue rumo a sua provável candidatura à reeleição – cercado de um punhado de puxa-sacos e ‘simpáticos’, acreditando que tudo que rola extra ao seu ‘pequeno mundo’ não passa de fofocas…

Efeito contrário

A oposição ao prefeito Délcio Sato deu mostra, nos últimos dias, que o estilo de chegar à população de Ubatuba através do Gabinete Itinerante é a grande pedida eleitoral do ano que vem. Disseram que alguns ‘espirituosos’ do contra tem visitado os bairros por onde ele passa, tentando colocar dúvidas nos moradores quanto as propostas relacionadas ao ‘verbo futuro’. Falaram ainda que as dificuldades em minar o trabalho de Sato estão relacionadas nas medidas que atendem as realidades presentes; aí, os resultados são incontestáveis. Parece que indagações sobre eventual campanha antecipada foi comentada no bairro da Almada!!!

Quem sabe, sabe…

Felipe Cesar e Jânio Lerário
Felipe Cesar e Jânio Lerário

Pela sexta vez em pouco mais de dois anos, a Câmara de Pinda abre CEI (Comissão Especial de Inquérito) contra o prefeito Isael Domingues (PR).

Na última sessão, se não fosse a firmeza e a expertise do presidente Felipe Cesar e do experiente Jânio Lerário, além de uma CEI, o prefeito Isael Domingues estaria afastado do cargo como efeito de uma Comissão Processante, motivada por uma denúncia do oposicionista Luiz Rosas e seus parceiros.

No entanto, a noite, ou melhor, a sessão terminou apenas com a abertura de investigação proposta pelos opostos do Legislativo, apelidados de 4R´s (Rafael, Renato, Roderley e Ronaldo). A nova investigação será sobre supostas irregularidades na organização e aplicação das provas do concurso público da Prefeitura, realizado no último dia 4 pela empresa contratada IUDS.

Disseram no Mercadão que se seguir o mesmo resultado das demais encabeçadas pelo ‘quatrío’, a ‘CEI do Concurso’ tem tudo para “não dar em nada”..

Puxada de tapete

O prefeiturável Luiz Rosas tenta desde a última segunda-feira, quando tentou abrir uma processante contra o prefeito Isael Domingues, justificar aos moradores de Pinda que sua motivação não foi eleitoral. Pior que se valendo de algumas mídias e rede sociais – a coisa, ou melhor, a tentativa de eliminar Isael da próxima eleição – ficou mais escancarada, porque sua justificativa com tom de crítica acertou também os vereadores e a presidência da Câmara, que após recebida e lida a tal denúncia, arquivou por força dos votos.

Tiro no pé

A sessão de Câmara de Pinda desta segunda-feira, que barrou o pedido de cassação do prefeito Isael Domingues, mas instaurou nova CEI que foca a administração pública, pode atrasar ainda mais o anseio de quem prestou o concurso. A partir desta façanha, quer dizer da CEI, qualquer reclamação sobre eventuais morosidades na decisão de Isael pela suspensão, ao que tudo indica, terá de ser cobrado do quarteto 4 R’s.

Água no chopp

A Justiça de Ubatuba negou o pedido do Ministério Público que cobrava interdição judicial na gestão da Santa Casa, sob o comando da Prefeitura desde de 2018. Em análise às supostas irregularidades apontadas pela promotoria, o Judiciário decidiu manter a direção do hospital sob o comando do prefeito Délcio Sato – através de seus indicados. A decisão frustrou os planos da ‘Turma do Contra’, que já se organizava para fazer um escarcéu contra o prefeito pelas ruas e redes sociais. A notícia foi comemorada pelos pacientes do hospital e seus familiares, que anteriormente enfrentavam diversos problemas no atendimento. Desde que assumiu a gestão da unidade, Sato viabilizou diversos avanços como implantação de um novo centro cirúrgico, criação de uma ala de maternidade e a inauguração de 33 novos leitos, além, é claro, de atendimento humanizado.

Inveja boa

Buscando mais recursos para a Santa Casa de Lorena, o prefeito Fábio Marcondes participou de uma reunião com representantes da Saúde do Estado, na última segunda-feira, em São Paulo. Durante encontro com o secretário adjunto de Saúde, Alberto Kanamura, Marcondes solicitou um novo financiamento estadual para o hospital, já que ele atende moradores de diversos municípios da região sem os devidos aportes financeiros dos prefeitos vizinhos. Para evitar o agravamento da Santa Casa, no fim de julho, o chefe do Executivo autorizou a transferência de R$ 624 mil dos cofres públicos, em aporte financeiro para a hospital. A iniciativa de Marcondes tem gerado até mesmo “inveja boa”, principalmente nos moradores de Cachoeira Paulista, que desejavam que seu prefeito tivesse a metade do empenho de seu “vizinho” para sanar as dificuldades do setor da Saúde.

Não convidem para…

…a mesma picanha A diretoria da Associação Comercial de Cachoeira e o prefeito Edson Mota – principalmente se o assunto for o recapeamento desnecessário de algumas ruas centrais, e o churrasqueio for do Ministério Público!!!

Dever de casa

Após causar um prejuízo sem precedentes ao Recreativo Joana D’Arc – quando se manteve como feudo familiar no comando do clube por anos, cujo local foi até interditado pela falta de vários alvarás, o vereador Adevaldir Ramos quer saber da Prefeitura quais são os espaços públicos em Lorena sem o AVCB, o popular alvará dos Bombeiros. A cobrança foi feita através requerimento na última sessão, e segundo a especulação política, pode ter na resposta do Executivo o prédio da Câmara Municipal como o primeiro em funcionamento sem o devido ‘alvará dos bombeiros’. Perguntem ao Tanga Frouxa!!!

O expresso das viúvas

A passagem do senador Major Olímpio por Aparecida, na última sexta-feira, acompanhado de dois deputados, demonstrou a tendência do PSL em ser o paradeiro de praticamente todas viúvas do mercado político da região. Muitos daqueles que não conseguiram ‘uma teta’ nas atuais administrações marcaram presença no encontro para ouvir os parlamentares em solo mariano.

Filme repetido

Fábio Marcondes
Fábio Marcondes

O prefeito de Lorena, Fábio Marcondes, voltou a ser alvo de críticas no cenário político essa semana, por um fato requentado do seu primeiro mandato.

Motivado por uma série de denúncias – formuladas por apenas um indivíduo da cidade – o Ministério Público decidiu por indiciá-lo em improbidade administrativa junto à Justiça local.

Fábio, que por força das circunstancias da época teve que efetuar algumas compras sem o processo licitatório, teve suas contas do período aprovadas pelo Tribunal de Contas e já havia enfrentado uma CEI na Câmara no início de 2017, extinta for falta de dolo.

Paredão

A especulação política de Guará acredita que na sessão da úttima terça-feira, os vereadores mandaram um recado ‘direto e reto’ ao prefeito Marcus Soliva, ao rejeitar por unanimidade seu projeto que pretendia reduzir o valor dos precatórios trabalhistas de R$ 8mil para menos de R$ 5 mil. Avaliaram que após a saída de João Pita do Legislativo para a secretaria de Turismo, os governistas perderam até a habilidade de esvaziar o plenário em sinal de perigo. Perguntem ao suplente Wernek!!!

Entre novos e conhecidos

A bolsa de apostas políticas de Lorena joga com a possibilidade de novos pretendentes para compor a próxima Câmara Municipal. Nomes como Valéria Fortes, Olga Fernandes, Gal Leite e Maria Guiomar encabeçam a lista de várias outras sugestões do universo feminino; Marcinho Dentista, Cel Hallak, Vanderson do Violão, Vanderlei da Santa Casa e outros…

Em Alta

Pindamonhangaba – A administração Isael Domingues marcou dois pontos positivos com os comerciantes da Feira Livre – espaço anexo ao Mercado Municipal. Um deles foi tornar o espaço mais acolhedor para o cidadão fazer suas compras e proteger a área da incidência de sol e chuva, atendendo antiga reivindicação dos feirantes. Foram realizados reforços estruturais e todo fechamento lateral para proteção de quem trabalha e consome no local. Outra novidade comemorada pelos comerciantes foi a notícia da prorrogação da exigência de licitação para legalidade dos atuais detentores de espaço. O modelo de licitação para cessão dos boxes tem sido cobrado pelo Ministério Público.

Em Baixa

Lorena – A Câmara Municipal, que na pessoa do vereador Adevaldir Ramos – indiciado pelos crimes de concussão e coação – aprovou requerimento em plenário, exigindo que a Prefeitura informe quais os espaços públicos da administração que funcionam e não possuem o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros – o AVCB. Ocorre que o parlamentar cobra do Executivo o que falta exatamente na sede do Legislativo. Prática que se tornou comum na atual Legislatura, que no biênio passado, sob o comando de Waldemilson da Silva – o Tão do Vaguinho, instaurou CEI para investigar este Atos, cobrando certidões – inclusive o AVCB, cuja sede da Casa de Leis não possui.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?