Bastidores da Política

A hora
Campos Machado e Argus Ranieri
Campos Machado e Argus Ranieri

O prefeiturável Argus Ranieri (MDB) foi recebido pelo deputado Campos Machado esta semana, em São Paulo.

Na pauta, a nova configuração do PTB em Guará, para uma ampla aliança na eleição do ano que vem.

Campos ‘lembrou’ que o PTB foi usado pelo vice-prefeito Regis Yasumura como plataforma para se eleger junto com o prefeito Marcus Soliva, e por esta razão, quer o partido novamente engajado numa candidatura majoritária, de preferência da oposição.

Cada um no seu quadrado
A expectativa de que a Câmara de Lorena colocaria em ‘pratos limpos’, na sessão desta segunda-feira, algumas denúncias comentadas pelas esquinas da cidade (contra Adevaldir Ramos) terminou em menos de 30 segundos. Sob a batuta do presidente e com a leniência da Comissão de ‘Ética’ o foco mudou após ser ‘medido o tamanho dos rabos’. Disseram que, por hora, a coisa ficou assim: ‘não puxa o meu que eu não piso no seu’. Perguntem ao Fabrício Ramos!!!

Água com açúcar
A Câmara de Pinda investiu uma sessão inteira esta semana para aprovar o projeto ‘carbono’ de Rafael Goffi que proíbe canudos plásticos nos bares, restaurantes e até motéis – o que levou o autor a receber o apelido na assistência da Casa de ‘Rafael Canudo’. A salvação da lavoura, ou seja, o que fez jus ao ‘trabalhão’ que os vereadores tiveram foi a aprovação do veto do prefeito Isael Domingues a uma emenda que suplementaria a carga dos professores que atuam no Programa Melhor Desempenho, por ser inconstitucional. Ah! Destacaram também a participação dos alunos da escola estadual Professora Alexandrina Gomes de Araújo Rodrigues, com direito à Tribuna Livre para explanar o Projeto “Alexandrina vai à Câmara”.

Improbidade na OAB
E por falar em Pinda, a Ordem dos Advogados – made-in-Aziz Boulos, proporcionou uma palestra ministrada por Alexandre Luis Mendonça Rollo para elucidar aos formadores de opinião um conceito mais apurado sobre improbidades administrativas nas mais diferentes áreas. Questões sobre distinção entre ilegalidade e improbidade, espécies de improbidade, lesão ao patrimônio público, enriquecimento ilícito, indisponibilidade de bens foram os temas abordados, que segundo a especulação política, vai ‘infernizar’ ainda mais os futuros gestores municipais. A programação ocorreu na semana passada no auditório do Intercity Pátio Pinda.

As águas vão rolar
Aparentemente a prefeita Erica Soler (PR) está próxima de solucionar um problema que há décadas afeta o cotidiano e ameaça a saúde das famílias de Potim: a falta de um tratamento adequado de água e esgoto. Esta semana a Prefeitura publicou o chamamento público, se valendo uma lei deixada pelo ex-prefeito Benito Thomaz, que elimina a necessidade de aval da Câmara para a abertura do processo de concessão. A medida atende pressão da Justiça, que ameaça o município de multas diárias de R$ 10 mil,  caso não seja implantado o sistema de tratamento da água e esgoto.

Perguntar não ofende
O anúncio precoce de uma suposta candidatura do professor Everton Chinaque a prefeito de Pinda é pressão de algum grupo ligado ou interessado no transporte urbano da cidade, ou um recado ‘direto’ ao padrinho político que já ocupou gabinete na Câmara Municipal?

Peneira tucana
Com a meta do governador João Doria em trazer o maior número possível de prefeitos disputando a próxima eleição pelo PSDB, a pergunta que se ouve nas rodas políticas de Ubatuba é se Délcio Sato deixa PSD, partido do vice-governador Rodrigo Garcia, para buscar sua reeleição com as cores tucanas ou segue o discurso que em ‘time que está ganhando não se altera’?

Peneira tucana II
Circula entre os bem informados de Pinda que os ‘tucanos da capital’ andam assediando o prefeito Isael Domingues para disputar sua reeleição pelo PSDB. A proposta, que inclui ‘portas abertas’ no Palácio do Governo, agrega também a indicação de um vice do próprio partido para formarem uma chapa ‘puro sangue’. Com a palavra, Roderley Miotto…
“Medalha de ouro”
As crianças e adolescentes de Ubatuba ganharam um motivo para comemoração na última segunda-feira. O prefeito Délcio Sato (PSD) autorizou a abertura de mil vagas para aulas de novas modalidades esportivas, sendo três olímpicas. De forma gratuita, os jovens, de 9 a 14 anos, poderão participar de treinamentos de canoagem de velocidade, futevôlei, vôlei de praia e caratê. Outras três mil crianças já são atendidas pelo programa municipal que oferece aulas de diversas outras modalidades esportivas nos espaços públicos. Além de melhorar a qualidade de vida e afastar as crianças da criminalidade, a iniciativa busca revelar novos talentos olímpicos.

 “Um estranho no ninho?” 
O notável trabalho de reconstrução administrativa realizado por Thales Gabriel à frente da Prefeitura de Cruzeiro tem rendido holofotes, até mesmo pressão da “esfera superior”. Corre entre os bem informados a notícia de que o governador João Doria (PSDB) cobrou que Thales abandone o SD, tornando-se mais um “tucano no ninho”. Caso não aceite a proposta do governador, o segundo assédio seria para “solidarizar” e aceitar um tucano como vice-prefeito na próxima corrida eleitoral. Com a palavra o atual vice Doutor Davi (PV), que não esconde o desejo de carreira solo…
Leitura geral
Silveiras – o prefeito Guilherme Carvalho cumpre cronograma de muitas obras na cidade – jamais visto pelos moradores – quase que 100% com recursos próprios, porém, atento a uma série de convênios celebrados com o Estado que trarão fôlego financeiro para o segundo semestre;
Cachoeira – a cidade segue com seus setores produtivos – comércio, indústria e pecuária – por conta própria, sem poder contar com o poder público municipal, de onde surgem apenas indícios de instabilidade e ingovernabilidade por conta das atitudes do prefeito Edson Mota;

Cruzeiro – o prefeito Thales Gabriel, agora com certidões positivas de crédito da cidade. ganha campo livre nos governos estadual e federal para captação de recursos, preparando a cidade para choque de investimentos a curto e médio prazos;

Canas – investimento da iniciativa privada quebrou o clima de dormência da cidade, com a instalação de uma empresa numa área de mais de cem mil metros, para produção de energia limpa. Se não fosse a prefeitura ter sido provocada para os registros de praxe, o prefeito Lucemir do Amaral talvez nem tomaria conhecimento dos ‘novos vizinhos';

Piquete – na base do ‘daqui não saio, daqui ninguém me tira’, a prefeita Teca Gouvêa avança para concluir seu mandato em alta, observando a eleição que se aproxima de longe, para não se contaminar;

Lorena – ‘com aval’ da Câmara em alguns projetos, o prefeito Fabio Marcondes projeta o segundo semestre com novas obras de infraestrutura contra alagamentos, pavimentações em várias ruas e avenidas com acesso ao Centro, e a repaginação de vários pontos da cidade, como o término do entorno da praça Rosendo Pereira Leite e, entre outros, provavelmente a tão esperada Peixoto de Castro;

Guaratinguetá – Marcus Soliva mais uma vez quebra a importância de seu governo e seu ritmo de gestão para gravar live em resposta aos fakes, que desde o princípio atazanam sua vida nas redes sociais;

Potim – Erica Soler recebe o ‘aplauso da torcida’ com o chamamento público para concessão dos serviços de água e esgoto da cidade, sob os protestos dos opostos que perceberam o ‘trunfo’ de sua reeleição, abrindo para solução de um problema que muitos tentaram mas não enfrentaram;

Aparecida – Ernaldo César movimenta o ‘PIB’ dos advogados para reverter o bloqueio de seus bens – por conta da contratação direta de OS para gestão da saúde – e vê a possibilidade da reeleição escapar de suas mãos, após a Câmara rejeitar suas contas em consonância com o Tribunal de Contas;

Pinda – Isael Domingues aproveita o bom momento de sua administração – bem avaliada pela população nos últimos dias –  para abrir espaço para formação de dois grupos de postulantes à futura Câmara, enquanto acerta os detalhes do novo plano diretor, onde espera ordenar o desenvolvimento da cidade em função de sua reeleição;

Ubatuba – Enquanto a oposição tenta equacionar se dois ou três nomes seriam mais interessantes para enfrentar Délcio Sato em sua reeleição, do que fechar o bloco para polarização; ele, o prefeito, espalha sua governabilidade pela cidade toda através de obras e atendimentos à população, abrindo o processo seletivo para buscar um vice que some votos e prestigio.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?