Bastidores da Política

Café & Política
Prefeito Fábio Marcondes fala sobre investimentos e política partidária no Atos no Rádio
Prefeito Fábio Marcondes fala sobre investimentos e política partidária no Atos no Rádio
O Atos no Rádio recebeu mais um entrevistado de destaque, com a participação do prefeito de Lorena Fábio Marcondes, nesta quinta-feira.Entre os temas abordado pelo chefe do Executivo, ele falou sobre os R$ 3,7 milhões de restos a pagar da construção do AME (Ambulatório Médico de Especializados), resultado do “calote” do ex-governador José Serra e da omissão de Geraldo Alckmin, que agora foi remediada em rápida ação do atual governador Márcio França, que liberou o que parecia estar perdido.O candidato do PSB à reeleição já definiu o pagamento de R$ 2 milhões, e programa outros R$ 1,7 milhão para sanar a dívida com Lorena. Os valores devem reforçar a estrutura da Santa Casa, cada vez mais hospital referência para pacientes da região.A ideia é terminar os dez leitos de UTI e a Neonatal, e ampliar as alas de atendimento.

Corre que a polícia…

…vem aí!!! A operação ‘Santo Remédio’, da polícia, em apoio à ação do Ministério Público que cercou a Prefeitura de Cachoeira Paulista, esta semana, deixou muitos em estado de alerta. Disseram que assim que vazou a informação que várias viaturas do Gaeco haviam estacionado em frente ao Fórum, muita gente se motivou em deixar a cidade ‘a toque de caixa’ (alguns até de pijama). Até o prefeito Edson Nota resolveu antecipar sua viagem à São Paulo, antes que o ‘galo cantasse à terceira vez’.

Detento indesejado
O prefeito Edson Mota, que conseguiu nova aprovação na Câmara (Foto: Arquivo Atos)
Edson Nota

Será preciso um mutirão para a série de exames cardíacos que devem ser solicitados entre os funcionários da Saúde e os pacientes de Cachoeira Paulista.

Se não bastasse a operação do Ministério Público, que estampou a obscura negociação entre a Prefeitura e a organização social Isec para gerenciar a rede pública, veio do prefeito a preocupante informação que deixou muita gente alarmada na cidade.Ao contrário de que se comemorou, ops, informou na praça Prado Filho, Edson Nota não está preso, como ele mesmo gritou no Facebook. “É mentira! Estou preso sim, mas é no coração do povo de Cachoeira”. Pois é, a saúde não anda bem mesmo para o cachoeirense… haja cardiologista.

Alinha esse roteiro…

Gisely Fernandes
Gisely Fernandes
Quem acompanhou a brava tentativa da Prefeitura de Cachoeira de se desvincular da operação que fez uma varredura sobre os documentos do contrato entre o município e o Isec, notou que Edson Mota e a secretária de Negócios Jurídicos, Gisely Fernandes não acertaram bem o discurso.Não faltou controvérsia, já que o prefeito gritou, gritou, gritou de novo e repetiu, para não deixar passar, que “a partir de hoje (24), a Prefeitura está rompendo com o Isec”.

Mas a administração já não havia anunciado a suspensão do contrato sessenta dias antes, como anunciou a Dra. Gisely em texto e vídeo? Se bem que gritar é mais fácil que explicar…

Melhor de dois
Faltando menos de 65 dias para o Magrão desocupar a presidência da Câmara de Pinda, o mercado político aposta no melhor de dois entre Roderley Miotto e Felipe César. Apesar do veterano Felipe demonstrar falta de interesse pelo cargo, nenhum apostador joga 100% na vitória de Roderley, porque seu adversário silencioso ‘joga de mão e dá as cartas’ nos bastidores do Legislativo, e com muita influência no entorno do gabinete de Isael Domingues.

Votos na mesa
Enquanto o ex-prefeito Vito Ardito focou nesta eleição nos votos locais (16 mil na cidade e 5.800 na região) para ganhar impulso em sua futura candidatura à Prefeitura de Pinda, seu adversário de ‘primeira hora’, Rafael Goffi, foi buscar nos eleitores de fora a soma de 26 mil (5 mil a mais que o ex-prefeito no geral) para também garantir ‘musculatura’ para 2020. Diante da realidade dos números, o mercado político da cidade observou o prefeito Isael Domingues dando sinais de melhora junto à opinião pública, como credencial para uma boa disputa à reeleição.
Queimando o filme
A egrégia Câmara de Lorena teve quase 80% representada na inauguração da nova universidade – anexa ao Eco Valle Shopping, na última terça-feira. Dos vereadores que marcaram presença, alguns demonstraram interesse pelo acontecimento, outros acharam importância nas mesas do coquetel, posicionadas em um dos extremos do espaço da festa. Destaque aos edis Maurinho Fradique, Fabio Matos, Marquinhos da Colchoaria, Cleber Maravilha e Careca da Locadora, que tomaram posição à frente da solenidade, interagindo com as apresentações. Na retaguarda, próximo as guloseimas e a distribuição de bebidas, o então em final de carreira e o redondo ‘que troca de mão’, demonstrando que o parlamento ‘anda bem de apetite’. Parece que foram apenas pra comer e beber. E como beberam…
Quase despercebido
Quem prestigiou a inauguração do novo empreendimento universitário, foi o professor Sylvio Ballerini (provável prefeiturável), que como sempre, chegou acompanhado com sua rejeição, digo, seu ‘pelotão eleitoral’, se posicionando também nas imediações do coquetel, ‘protegido’ por um ser volumoso que encobria sua visibilidade. Como os holofotes da solenidade davam foco a outras personalidades da esfera intelectual, educacional e política, disseram que ele achou melhor deixar seu suposto vice ‘fazendo a representação’, e ‘saiu à francesa’…
O que muitos querem saber
Por que o representante do Conselho Antidrogas (órgão da administração pública) não participou da reunião promovida pelo prefeito Marcus Soliva, na semana passada, com os setores da segurança pública de Guará, para discutirem ações contra a criminalidade na cidade? Teve gente na Praça Conselheiro, entre um cafezinho e outro no Ponto Chique, questionando a real importância de manter um Conselho deste naipe agregado ao erário municipal, ao ponto de ser esquecido num encontro que trata o tráfico de drogas como pivô dos homicídios na Terra de Frei Galvão…
Caixa de marimbondos
Carregada de boas intenções, a prefeita de Potim, Erica Soler, deu o start para os trâmites do plano de cargos e salários, e abriu debates para discussão do estatuto dos servidores. Parece que ela não contava com a pressão (meio que terrorista) do sindicato da categoria, e das variações de opiniões dos nobres vereadores. Pelo que se ouve nas esquinas da Praça e no Raspadão, é que ela mexeu numa caixa de marimbondos…
Diagnóstico 

O vereador Marcus Soliva, que cobra resposta sobre o caso de medicina ilegal e falsidade ideológica (Foto: Arquivo Atos)
Marcus Soliva

Cientistas políticos de Guará conseguiram diagnosticar a maior dificuldade que o prefeito Marcus Soliva enfrenta em sua administração: trata-se de ‘saudades’. Isto mesmo, saudades.

Pelo que se ouviu no Ponto Chique, o café mais politizado da Praça, com maioria predominante dos servidores da Prefeitura agregados nos últimos 16 anos pelas mãos de Francisco Carlos e Junior Filippo, o saudosismo tem feito toda a diferença.

Quando bate a síndrome da saudade nos ‘francisquetes’, afloram as lembranças nos ‘filipetes’, e aí não sobra ‘ninguém’ para levantar a bandeira Soliva…

Tobogã

Para quem esperava que um possível levante contra prefeito de Cruzeiro ocorreria pelas mãos do homem que ‘comanda’ a Câmara, ficou surpreso com a motivação da vereadora Claudete em incentivar os colegas Chinho, Curria e Bosquinho à formação de um ‘paredão’ no Legislativo. Felizmente a conversa de ‘pé de orelha’ de Thales Gabriel com cada um deles desbaratou a possibilidade rebelião. Perguntem à ‘mulher forte’ da saúde…
Extra oficial
A notícia oficiosa que o vereador Paulo Vieira, do PR, estaria disposto à renunciar a vereança em Cruzeiro para assumir uma vaga especial na assessoria do deputado federal Marcio Alvino não foi de fato confirmada, mas teve gente dando com a ‘língua nos dentes’, que armaram duas festas: enquanto um grupo pensou em festejar sua despedida, um outro articula uma festança de comemoração. Já pelos corredores da municipalidade, nenhuma expressão de lamento foi registrada…
Perguntar não ofende
É verdade que a selfie que o ex-prefeito Vito Ardito e seu assessor fizeram com a deputada eleita Janaina Paschoal (PSL) provocou mal estar no PP de Pinda e de São Paulo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>